Exposições de fotografia para ver em Lisboa

32038557663_3d207f8d74_z
home thods, Flickr, Creative Commons | https://homethods.com/

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras. É caso para comprovar nestas três exposições.

Portugal nos anos 40

“Fernando Lemos: Para um retrato coletivo em Portugal, no fim dos anos 40” é o título da exposição que revela um retrato coletivo do país. Entre 1949 e 1952, Fernando Lemos, nome maior no surrealismo português, fotografou no seu atelier um conjunto de figuras que foram protagonistas da cena intelectual portuguesa da época. Com recurso a técnicas como a dupla exposição ou manipulação do negativo, o fotógrafo luso-brasileiro criou uma série de retratos de personalidades como Alexandre O"Neill, Sophia de Mello Breyner, Mário Cesariny ou Jorge de Sena. A exposição temporária tem a curadoria de Pedro Lapa, diretor artístico do Museu Berardo, e pode ser vista até 2 de abril.

Fotografia de cena

Amália, Nicolau Breyner, Júlio Isidro, Herman José… São apenas algumas das figuras que fazem parte da história da televisão portuguesa. A fotografia de cena foi uma prática da RTP e o resultado é esta exposição, com 90 imagens da autoria de Testa Santos e de Olavo Moreira, que chega ao Arquivo Nacional da Torre do Tombo e que é um registo daqueles que foram grandes sucessos televisivos – de concursos a programas de humor até teleteatro. “Fotografia de cena na era do preto e branco” pode ser vista até 26 de fevereiro, no Arquivo Nacional Torre do Tombo.

D. Maria Pia, a rainha artista

Portugal tinha uma rainha artista e ninguém sabia. O Palácio Nacional da Ajuda revela, pela primeira vez, a obra artística da rainha D. Maria Pia, que se aventurou pelas áreas do desenho, aguarela e até pela fotografia. Em exposição estão obras que a rainha trouxe de Itália, onde iniciou os estudos artísticos, mas também outras produzidas já em Portugal. A exposição “Um Olhar Real – Obra Artística da Rainha D. Maria Pia” mostra o lado que muitos desconhecem de D. Maria Pia de Sabóia. Para ver até 21 de abril na Galeria de Pintura do Rei D. Luís, no Palácio Nacional da Ajuda