Mercados emergentes: rumo à América Latina

Joseph Mouawad
Joseph Mouawad. Créditos: Cedida (Carmignac)

TRIBUNA de Joseph Mouawad, gestor de fundos na Carmignac. Comentário patrocinado pela Carmignac.

As taxas de rendibilidade das obrigações de dois dígitos e um desempenho superior inegável dos mercados de ações em 2022 em relação aos seus homólogos emergentes1: os países da América Latina podem merecer a atenção dos investidores este ano.

O ano passado abalou violentamente os mercados financeiros a nível mundial, mas também gerou novas oportunidades, em particular nos mercados emergentes. No capítulo anterior, descobrimos oportunidades na Ásia, mas determinados países latino-americanos também estão bem posicionados para terem bons resultados.

A América Latina: um mercado cheio de recursos

Enquanto grande exportadora de matérias-primas, a América Latina apresenta-se como um novo recurso para os países importadores num momento em que a guerra está a dizimar a Ucrânia e a congelar as atividades russas. A reabertura da China, importadora e parceira comercial de destaque da região, também beneficiará em grande medida as atividades económicas latino-americanas, como por exemplo no Chile ou no Brasil.

Ao mesmo tempo, as tensões políticas entre a China e os Estados Unidos permitem a outros países regressar à ribalta. Juntamente com as consequências ainda presentes da pandemia, estas tensões levaram à reorganização das cadeias de aprovisionamento, beneficiando os países sul-americanos e, em particular, o México.

Adicionalmente, a maioria dos bancos centrais destes países demonstraram a sua capacidade de gerir ativamente a inflação. Enquanto a orientação monetária restritiva continua nos países desenvolvidos, determinadas economias latino-americanas estão a dar sinais de abrandamento e deverão fazer parte das primeiras a iniciar um ciclo de descida das taxas de juro dos níveis extremamente elevados atuais.

Neste contexto favorável, e encorajada por melhores bases económicas e uma recuperação do ciclo das matérias-primas, a região pode agora oferecer retornos atrativos em diferentes classes de ativos, desde que disponha da flexibilidade necessária para aproveitar estas oportunidades. Na Carmignac, identificámos nomeadamente dois países nos quais acreditamos que os investidores devem concentrar-se.

O Atrativo do Brasil

Uma verdadeira potência económica, o maior mercado da América Latina tem a oportunidade de tirar partido desta nova ordem geopolítica mundial. Enquanto grande exportador de soja, de minério de ferro e de petróleo, o Brasil contribuiu de forma significativa para o consumo mundial e o seu crescimento em 2022 foi parcialmente impulsionado pelo aumento dos preços das matérias-primas. Esta tendência continua em 2023, embora as suas perspetivas de crescimento tenham sido influenciadas pelo abrandamento económico mundial.

O Brasil também beneficiará da reabertura da China, o seu maior parceiro comercial. De facto, em 2021, a segunda potência económica mundial representou mais de um terço das exportações brasileiras. Esta nova dinâmica poderá beneficiar os mercados de ações do Brasil, que atualmente oferecem avaliações interessantes.

O ciclo de orientação monetária restritiva do Brasil também se encontra bastante avançado, após ter atingido um pico da inflação de 12,1% em abril de 2022 – o nível mais elevado em quase vinte anos – e caído para 5,8% em dezembro de 20222. Embora ainda superior ao alvo do banco central estabelecido em 3,25%, o Brasil poderá ser um dos primeiros países a regressar a uma política mais acomodatícia, apesar de a sua taxa de juro diretora estar estabelecida em 13,75%, proporcionando assim retornos particularmente interessantes aos investidores obrigacionistas:

  • Com taxas de rendibilidade a 10 anos de dois dígitos significativamente superiores à dívida dos Estados Unidos, a dívida soberana local brasileira oferece taxas de juro reais muito atrativas – entre as melhores a nível mundial – para os investidores, que também poderão beneficiar de forma tática de uma reavaliação da sua divisa.
  • Na qualidade de uma das maiores praças financeiras na América Latina, o Brasil também é o lar de oportunidades de crédito interessantes, tais como a B3, a bolsa de valores brasileira.

A vantagem do México em termos de produção

A economia mexicana deverá crescer 1,7% em 20233, impulsionada principalmente pelo consumo interno e pelo comércio com parceiros importantes, tais como os Estados Unidos.

A política sanitária drástica implementada pelo governo chinês em resposta à crise da Covid-19, bem como as tensões resultantes nas cadeias de produção, afetaram consideravelmente os equilíbrios comerciais em todo o mundo. Para fazer face a estas dificuldades, as principais regiões importadoras, a Europa e, claro, os Estados Unidos, centraram-se em países que estão geograficamente mais próximos para diversificar as suas cadeias de aprovisionamento: é o que se designa por nearshoring. Assim, a Europa relocaliza as suas atividades de produção para a Europa de Leste, ao passo que os Estados Unidos repatriam acentuadamente as suas linhas para o México.

Além da proximidade geográfica, as duas regiões fortaleceram a sua relação ao longo dos anos. Em 2020, os Estados Unidos representaram a principal fonte de investimento direto no estrangeiro (IDE) no México, correspondendo a cerca de 34%4. Os acordos comerciais concedem ao México um acesso preferencial ao mercado norte-americano, tal como o USMCA (United States-Mexico-Canada Agreement), garantindo o comércio livre entre estes países. Paralelamente, as tensões políticas crescentes entre os Estados Unidos e a China apenas amplificaram o fenómeno de nearshoring para o México.

No plano obrigacionista, embora o Banco Central mexicano tenha começado a aumentar as taxas de juro mais tarde do que os outros países emergentes, a sua taxa de juro diretora é agora de 11%. Por conseguinte, a melhoria geral dos seus indicadores fundamentais torna o México um emitente interessante.

No presente contexto, encontramos oportunidades interessantes nos mercados de ações e obrigacionistas mexicanos para tirar partido desta dinâmica:

  • Nos mercados de ações, o banco Grupo Banorte tira partido deste fenómeno de nearshoring crescente e proporciona perspetivas de crescimento atrativas num mercado ainda subpenetrado no México.
  • Os mercados obrigacionistas oferecem retornos reais muito atrativos, como resultado do combate do Banco Central contra a inflação, nomeadamente na dívida local que proporciona taxas de juro próximas dos dois dígitos a dez anos.

Além dos mercados brasileiro e mexicano, outros países da América Latina beneficiam de um contexto favorável para as suas economias e produzem as matérias-primas necessárias para o consumo mundial. É o caso, por exemplo, do Chile, o principal exportador de cobre a nível mundial e produtor de lítio, que são recursos indispensáveis para a transição energética.

A América Latina não é o único continente a produzir as matérias-primas necessárias a nível mundial: leia o terceiro e último artigo da série sobre os mercados emergentes no próximo mês para saber mais sobre as oportunidades da região emergente da Europa, Médio Oriente e África.

1 Fonte: Index factsheet, MSCI Emerging Markets Latin America Index (USD), a 28/02/2023: https://www.msci.com/documents/10199/5b537e9c-ab98-49e4-88b5-bf0aed926b9b
2 Fonte: ministério da Economia, Boletim económico do Brasil, semana de 5 a 12 de janeiro de 2023.
3 Fonte: FMI 2022
4 Fonte: FMI
5 Fonte: Banxico, fevereiro de 2023


Deseja saber mais sobre a nossa abordagem nos mercados emergentes?

Contacte-nos

Comunicação promocional. Consulte o documento de informação fundamental/prospeto antes de tomar quaisquer decisões de investimento finais. O presente material não pode ser total ou parcialmente reproduzido sem autorização prévia da Sociedade Gestora. O presente material não constitui qualquer oferta de subscrição nem consultoria de investimento. O presente material não se destina a fornecer consultoria contabilística, jurídica ou fiscal e não deve ser utilizado para estes efeitos. O presente material foi-lhe fornecido apenas para fins informativos e não o pode utilizar para avaliar as vantagens de investir em quaisquer títulos ou participações aqui referidas ou para quaisquer outros fins. As informações contidas neste material poderão ser apenas parciais e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. Estas informações são apresentadas à data em que foram escritas, derivam de fontes próprias e não próprias consideradas fiáveis pela Carmignac, não incluem necessariamente todos os pormenores e a sua precisão não é garantida. Como tal, não é dada qualquer garantia de precisão ou fiabilidade e a Carmignac, os seus diretores, colaboradores ou agentes não assumem qualquer responsabilidade decorrente de erros e omissões (incluindo a responsabilidade perante qualquer pessoa por motivo de negligência). O desempenho passado não é necessariamente um indicador do desempenho futuro. Os desempenhos são líquidos de comissões (excluindo eventuais comissões de subscrição cobradas pelo distribuidor). No caso de ações sem cobertura cambial, o retorno poderá aumentar ou diminuir em resultado de flutuações cambiais. A referência a determinados títulos e instrumentos financeiros serve para fins ilustrativos para destacar ações incluídas, ou que já o tenham sido, em carteiras de fundos da gama Carmignac. Não se destina a promover o investimento direto nesses instrumentos, nem constitui consultoria de investimento. A Sociedade Gestora não está sujeita à proibição de negociação destes instrumentos antes de emitir qualquer comunicação. As carteiras dos fundos Carmignac estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. A referência a uma classificação ou prémio não garante os futuros resultados do OIC ou do gestor. Escala de Risco do KID (Documento de informação fundamental). O risco 1 não significa um investimento isento de risco. Este indicador pode variar ao longo do tempo. O horizonte de investimento recomendado é um mínimo e não uma recomendação de venda no final desse período. O acesso aos Fundos pode estar sujeito a restrições no que diz respeito a determinadas pessoas ou países. O presente material não é dirigido a nenhuma pessoa em qualquer jurisdição onde (em virtude da sua nacionalidade, residência ou outro motivo) o material ou a disponibilização deste material seja proibida. As pessoas sujeitas a tais proibições não deverão aceder a este material. A tributação depende da situação do indivíduo. Os Fundos não estão registados para distribuição a pequenos investidores na Ásia, no Japão, na América do Norte, nem estão registados na América do Sul. Os Fundos Carmignac estão registados em Singapura como um organismo estrangeiro restrito (apenas para clientes profissionais). Os Fundos não foram registados nos termos da US Securities Act de 1933. Os Fundos não podem ser oferecidos ou vendidos, direta ou indiretamente, por conta ou em nome de uma "Pessoa dos EUA", conforme definição dada no Regulamento S dos EUA e na FATCA. Os Fundos são registados junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A decisão de investir no fundo promovido deve ter em conta todas as características ou objetivos do fundo promovido, tal como descritos no respetivo prospeto. Os respetivos prospetos, KID e relatórios anuais do Fundo poderão ser encontrados em www.carmignac.com, www.fundinfo.com e www.morningstar.pt ou solicitados à Carmignac Gestion Luxembourg, Citylink, 7 rue de la Chapelle L-1325 Luxemburgo. Os riscos, comissões e despesas correntes encontram-se descritos no KID (Documento de informação fundamental). O KID deve ser disponibilizado ao subscritor antes da subscrição. O subscritor deverá ler o KID. Os investidores podem perder uma parte ou a totalidade do seu capital, pois o capital nos fundos não é garantido. Os Fundos apresentam um risco de perda do capital. Os investidores têm acesso a um resumo dos seus direitos no seguinte link: www.carmignac.pt/pt_PT/article-page/regulatory-information-6699. A Carmignac Portfolio refere-se aos subfundos da Carmignac Portfolio SICAV, uma sociedade de investimento de direito luxemburguês, em conformidade com a Diretiva OICVM.A Sociedade Gestora pode, a qualquer momento, cessar a promoção no seu país.Copyright: Os dados publicados nesta apresentação pertencem exclusivamente aos seus proprietários, tal como mencionado em cada página.