Os fundos multiativos nacionais com quatro e cinco estrelas Morningstar (Retificação)

Photo by Tyler Lastovich on Unsplash

Através do recente artigo realizado pela FundsPeople, ficámos a saber que os fundos multiativos arrecadaram mais de 400 milhões de euros em 2020 e a tipologia que mais captou nesta classe de ativos foram os fundos de cariz mais cauteloso. No seguimento do exercício de observação dos fundos portugueses de ações, domiciliados em solo nacional ou no Luxemburgo, que ostentam quatro ou cinco estrelas do sistema de classificação da Morningstar, apresentamos hoje quais os fundos multiativos de gestão nacional com destaque semelhante.

Os multiativos são uma classe de ativos com histórico particular no rating Morningstar devido à elevada quantidade de estratégias que contemplam classificação. No final de 2020, o número de estratégias classificadas eram 61. Em termos comparativos com outra classe de ativos, só as ações, com 44 estratégias classificadas, conseguem acompanhar este número avultado de estratégias. Contudo, apenas sete produtos nacionais dos 61 classificados sobressaem com as duas classificações mais elevadas.

A seleção de fundos multiativos com quatro e cinco estrelas Morningstar referente ao primeiro trimestre de 2020 mostra também a classificação de sete fundos. Mas, no final do ano 2020, o número de fundos com a primeira e segunda classificação mais alta muda um pouco de figura. Desde logo o número de fundos no topo do rating diminui e também, ao nível das entidades gestoras, o cenário mudou.

Relativamente ao grupo de fundos com quatro estrelas Morningstar, as casas gestoras que marcam presença na lista são a Caixa Gestão de Ativos, a Optimize Investment Partners, a BPI Gestão de Ativos e a Dunas Capital. Surgem assim os fundos Caixa Investimento Socialmente Responsável com Selo FundsPeople 2020 pela classificação de Blockbuster, o Caixa Seleção Global Moderado também reconhecido com Selo FundsPeople 2020 pela mesma classificação, o Optimize Investmento Activo, o BPI Universal e o Incometric Dunas Patrimonio. Desta feita, as novidades neste grupo de fundos relativamente ao primeiro trimestre de 2020 é o BPI Universal da BPI Gestão de Ativos gerido por Vera Canêlo e o Incometric Dunas Patrimonio da Dunas Capital.

FundoSelo FundsPeople 2020Entidade GestoraCategoria MorningstarDomicílioMorningstar Rating
Caixa Investimento Socialmente ResponsávelBCaixa Gestão de AtivosCautious AllocationPortugal4
Caixa Seleção Global ModeradoBCaixa Gestão de AtivosCautious Allocation – GlobalPortugal4
Optimize Investimento ActivoOptimize IPFlexible Allocation – GlobalPortugal4
BPI UniversalBPI Gestão de AtivosModerate Allocation – GlobalPortugal4
Incometric Dunas Patrimonio Dunas Capital (Adepa AM)Cautious Allocation – GlobalLuxemburgo4
Fonte: Morningstar Direct a 2 de fevereiro de 2021

A elite de cinco estrelas

O fundo Invest Alves Ribeiro PPR da Invest Gestão de Ativos a cargo de Paulo Monteiro segura a máxima classificação desde o primeiro trimestre de 2020. Com Selo FundsPeople 2020 pela dupla classificação de Blockbuster e Consistente, este segue a estratégia de investimento que mais captou em 2020 nos multiativos, ou seja, a de “Cautious Allocation”. Por fim, a fechar o top 2 fundos multiativos nacionais com cinco estrelas Morningstar, surge o NB PPR/OICVM da GNB Gestão de Ativos. O fundo gerido por Paulo Joaquim segue também uma estratégia de cariz mais cauteloso. Este é também detentor de Selo FundsPeople 2020 pela classificação de Consistente. Ambos estes fundos estão domiciliados em Portugal.

Nota ainda para o facto de que à luz do projeto Insights Portugal, foi promovido um encontro entre gestores e selecionadores para perceber melhor não só as características, mas também as especificidades destas abordagens de investimento multiativo.

FundoSelo FundsPeople 2020Entidade GestoraCategoria MorningstarDomicílioMorningstar Rating
Invest Alves Ribeiro PPRBCInvest Gestão de AtivosCautious AllocationPortugal5
NB PPR/OICVMCGNB Gestão de AtivosCautious AllocationPortugal5
Fonte: Morningstar Direct a 2 de fevereiro de 2021

Nota: A Morningstar emitiu um comunicado a 2 de fevereiro de 2021 em que informa uma retificação nos ratings de cariz quantitativo em virtude de cálculos anteriores considerarem dados incorretos. Neste sentido, a FundsPeople reviu as classificações Morningstar e procedeu à retificação dos mesmos.

Consulte também a análise retificada dos fundos de ações e fundos de obrigações.