T. Rowe Price US Large Cap Growth Equity: filosofia e posicionamento do fundo

Taymour Tammadon T. Rowe Price
Taymour Tammadon. Créditos: Cedida (T. Rowe Price)

O T. Rowe Price US Large Cap Growth Equity, da T. Rowe Price é um fundo composto por uma carteira diversificada por setores e puramente growth, com 60-75 empresas americanas de grande capitalização.  Este produto tem sofrido um forte crescimento patrimonial na Península Ibérica, o que lhe permitiu este ano usufruir do Selo FundsPeople pela sua classificação de Blockbuster. É gerido por Taymour Tamaddon, que procura ativamente a disrupção investindo numa fase inicial dos negócios.

“Utilizamos a nossa experiência na análise de empresas e setores para desenvolver ideias de investimento e identificar as empresas que acreditamos que irão beneficiar da inovação/disrupção com modelos de negócio de alto crescimento e de alto retorno”, explica à FundsPeople. Tenta também investir em empresas onde facilmente se percebe a magnitude do crescimento, mas em que a duração desse crescimento pode ser subestimada. “Estas empresas tendem a ser mais raras e, consequentemente, compõem uma parte menor da estratégia”, afirma.

Tamaddon identifica as empresas que têm o potencial de proporcionar um crescimento real de dois dígitos nos lucros e cash flow livre por ação. “Somos investidores pacientes. Procuramos investir em empresas com vantagens competitivas, com fortes tailwinds seculares e equipas de gestão de topo. A valorização é importante e deve ser atrativa em relação ao potencial da ação a longo prazo”, sublinha. 

Posicionamento e viés da carteira

Apesar da força e da rapidez da recuperação económica global, o gestor acredita que há riscos potenciais para o crescimento económico. “O progresso da vacina continua lento em algumas partes do mundo e as novas variantes continuam a ser uma ameaça. Embora o governo de Biden pretenda aumentar a taxa do imposto de sociedades nos EUA, é provável que qualquer aumento seja moderado e neutro para os mercados de ações dos EUA. No entanto, os aumentos propostos nos impostos sobre mais-valias podem ser negativos para as rentabilidades pós-impostos da maioria das classes de ativos. Além disso, os múltiplos preço-ganhos de alguns setores e valores implicam expectativas de ganhos exigentes”.

O gestor tende a encontrar oportunidades de crescimento nos setores das tecnologias da informação, consumo discricionário, serviços de comunicação e saúde. “Nas tecnologias da informação, os modelos e tecnologias de negócio disruptivos do setor continuam a apresentar oportunidades de investimento atrativas. A procura secular de serviços públicos de computação em nuvem continua a ser um motor de crescimento para empresas de software como um serviço (SAAS), empresas como a Salesforce.com e a ServiceNow e também para empresas de base de dados na nuvem disruptivas como a MongoDB, que estão a ver uma adoção acelerada após a COVID-19 com escalabilidade e fortes relações comerciais em vigor”, explica.

Segurança na rede e consumo discricionário entre as suas apostas

A segurança na rede também está a sofrer uma maior aceleração à medida que a mão de obra é distribuída mais pelo trabalho a partir de casa com uma maior proliferação de dispositivos, acrescentando mais complexidade a uma rede empresarial que precisa de proteção.

“Temos uma posição considerável nas empresas de consumo discricionário, pois estamos otimistas sobre as oportunidades específicas oferecidas pelo setor. Somos a favor de empresas que beneficiam da mudança secular dos gastos dos consumidores para produtos e serviços online, e prova disso é a nossa aposta na Shopify e na Amazon”.

Também acredita que indústrias como o comércio físico e os meios de comunicação tradicionais enfrentam um desafio secular. “Continuaremos a destacar as empresas do setor que acreditamos estarem do lado certo da mudança e da disrupção. Temos uma posição no retalhista de descontos offline Ross Stores, uma vez que a empresa não pode ser facilmente Amazonizada. Isto deve-se à proposta de valor único que oferece aos seus clientes em marcas premium com descontos que o fabricante prefere manter offline”.

Serviços de comunicação e saúde

No setor dos serviços de comunicação, centra-se nas empresas que estão a beneficiar da mudança dos gastos publicitários para canais digitais e redes sociais.  É o caso da Snap, dona do Snapchat. “Há uma mudança secular adicional da publicidade digital que substitui parte do orçamento de aluguer de presença física das empresas e que está a aumentar o mercado da publicidade digital”.

Mantém-se também focado em encontrar oportunidades no setor da saúde que possam tirar partido de tendências duradouras como a consolidação do setor dos planos de saúde, as inovações em equipamentos médicos e a tecnologia robótica. “Depois da COVID-19, é especialmente encorajador que as operações e os procedimentos estejam a voltar a níveis mais normais. No setor terapêutico, focamo-nos em empresas selecionadas que têm fortes fundamentais e potencial para trazer novos fármacos para o mercado em áreas com grandes necessidades clínicas não atendidas”.

Perspetivas de mercado

Tamaddon acredita que até ao próximo ano a trajetória dos mercados de ações provavelmente dependerá das decisões políticas da Reserva Federal sobre o calendário para a redução das compras de ativos e aumento das taxas de juro.

“Com múltiplos elevados em grande parte do mercado, mantemo-nos atentos às avaliações dado o risco de subidas de taxas e a subsequente contração de múltiplos. Além disso, a pandemia continua a servir de acelerador de muitas tendências de crescimento secular e a causar mudanças materiais no comportamento do consumidor. Por isso, continuamos focados na melhor forma de nos posicionarmos para as mudanças comportamentais que acreditamos que se manterão permanentes e evitaremos aquelas que são suscetíveis de serem transitórias”, conclui.