A atividade no universo dos fundos imobiliários nacionais em outubro

fundos imobiliários, A atividade no universo dos fundos imobiliários nacionais em outubro
Créditos: Breno Assis (Unsplash)

Os dados divulgados pela CMVM relativamente a outubro de 2021, mostram que o valor sob gestão agregado dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) atingiu os 10,65 mil milhões de euros, menos 124,7 milhões (1,2%) do que em setembro.

Os ativos sob gestão decresceram em todas as diferentes tipologias de fundos imobiliários nacionais, mas a maior variação negativa aconteceu na categoria de fundos de gestão de património imobiliário, que decresceu 13,3% (cerca de 55 milhões de euros). Nos fundos de investimento imobiliário o montante investido diminui 0,8%, voltando assim aos números em que se encontrava em agosto. Já nos fundos especiais de investimento imobiliário, o valor sob gestão diminui 0,17%.

fundos imobiliários, A atividade no universo dos fundos imobiliários nacionais em outubro

Ranking

A Square AM (11,8%), a Interfundos (11,7%), e a Caixa Gestão de Ativos (8,9%) continuaram a deter as quotas de mercado mais elevadas.

Entre este Top 3, a Square AM foi a única que aumentou a sua quota de mercado. Já a luta pelo quarto lugar entre a GNB Real Estate e a BPI Gestão de Ativos continua acesa, sendo que, em outubro, estas duas entidades aumentaram as suas quotas de mercado em 0,04 e 0,08 pontos percentuais, respetivamente.  No entanto, a BPI GA terminou o mês com 6,2% em quota de mercado e a GNB Real Estate com 6,1%.

Em outubro, a entidade reguladora dá ainda nota de que foi liquidado o fundo especial de investimento imobiliário Imorocha, gerido pela Caixa Gestão de Ativos.

fundos imobiliários, A atividade no universo dos fundos imobiliários nacionais em outubro