As empresas que mais peso ganham e as que mais perdem no reequilíbrio especial do Nasdaq 100

fundos mais subscritos eua
Créditos: Erol Ahmed (Unsplash)

O índice Nasdaq 100 realizou um reequilíbrio especial para reduzir a concentração dos chamados sete magníficos no índice. As sete ações cujo forte desempenho este ano impulsionou o índice são a Apple, a Amazon, a Microsoft, a Alphabet, a Tesla, a Nvidia e a Meta. Os ganhos variam desde os 36% da Google a mais de 200% da Nvidia.

Como explica Mobeen Tahir, diretor de Soluções Táticas e Análise Macroeconómica da WisdomTree, o índice é normalmente reconstituído de forma anual em dezembro, com janelas adicionais de possível reequilíbrio trimestral. A que acaba de acontecer é extraordinária, uma vez que, fora do calendário habitual, é a terceira vez na história em que é realizada (as duas anteriores foram em dezembro de 1998 e maio de 2011).

Na aplicada a 7 de julho, os magníficos sete perdem peso  individualmente. A empresa cuja ponderação no índice foi mais diminui é a Microsoft (-3,02%), seguida pela Nvidia (-2,96%), Alphabet (-1,76%) e Amazon (-1,61%). Em sentido contrário, a Broadcom é a empresa que mais ganhou peso (+0,64%), seguida da Pepsi (+0,45%) e da Costco (+0,42%). Os novos pesos foram reequilibrados antes da abertura da sessão de 24 de julho.