Mês de julho termina com queda no valor sob gestão dos fundos imobiliários nacionais

, Mês de julho termina com queda no valor sob gestão dos fundos imobiliários nacionais
Photo by Alexander Andrews on Unsplash

Ao contrário do mês de junho, os fundos de investimento imobiliário nacionais viram o seu montante sob gestão cair, tendo o valor terminado nos 10.859,3 milhões de euros – menos 12 milhões de euros face ao registado no sexto mês do ano. Os fundos de investimento imobiliário fechados e os fundos de gestão de património imobiliário foram os segmentos que contribuíram negativamente para este registo, tendo registado uma queda de 0,7% e de 1%, respetivamente. Já os fundos de investimento imobiliário abertos e os fundos especiais de investimento imobiliário fechados acabaram por ser os únicos segmentos com uma evolução positiva, com um aumento de 0,6% e de 0,5%, respetivamente.

, Mês de julho termina com queda no valor sob gestão dos fundos imobiliários nacionais

Fonte: CMVM

Assim, verificou-se uma queda do investimento nos segmentos de fundos de gestão de património imobiliário abertos e fundos de investimento imobiliário fechados – queda de 1% do lado do primeiro e de 0,4% no segundo. Em sentido contrário terminou o investimento no segmento de fundos de investimento imobiliário e fundos especiais de investimento imobiliário, que registou um aumento de 0,5% no mês em questão.

O mês de julho ficou, ainda, marcado pela liquidação do fundo de investimento imobiliário gerido pela Profile, o Pabyfundo. Para além disto, foi também declarada a insolvência do fundo de investimento imobiliário Fundocantial, da responsabilidade da GNB – SGFII.

Por sua vez, no panorama das entidades gestoras nacionais verificaram-se poucas alterações, mantendo-se a Interfundos no primeiro lugar, com uma quota de mercado de 14,9%, seguindo-se a Norfin, com 12%, e a GNB SGFII, com 10,1%.

, Mês de julho termina com queda no valor sob gestão dos fundos imobiliários nacionais

Fonte: CMVM