Outubro foi um mês de quedas nos fundos imobiliários

, Outubro foi um mês de quedas nos fundos imobiliários
Bennilover, Flickr

Segundo dados divulgados pela CMVM, os ativos sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) em outubro caíram 61,2 milhões de euros face a setembro, tendo-se fixado acima dos 10.300 milhões de euros.

O montante investido especificamente nos fundos de investimento imobiliário também desceu, neste caso 0,5%, fixando-se pouco acima dos 7.600 milhões de euros.  Nos FEII esse montante caiu para 2.370,1 milhões de euros, uma queda de 0,7%, e nos FUNGEPI o recuo foi de 1,5%, para os 340,2 milhões de euros.

, Outubro foi um mês de quedas nos fundos imobiliários

No primeiro mês do último trimestre, o único destino de investimento feito em ativos imobiliários foi a União Europeia. Quanto aos setores, 47,3% da carteira dos FII e FEII abertos foi aplicada em imóveis do setor dos serviços. No caso dos FUNGEPI os investimentos realizados destinaram-se sobretudo ao setor do comércio (64,5% do total).

Quota de mercado

Em outubro, a Interfundos perdeu algum terreno, detendo agora uma quota de mercado de 12,7%. A Square AM subiu muito ligeiramente para 11,5% de representatividade de mercado. A Caixa Gestão de Ativos manteve-se no terceiro lugar com a mesma quota de mercado do que em setembro (9,3%).

, Outubro foi um mês de quedas nos fundos imobiliários