O negócio de gestão de fundos mobiliários em Portugal tem crescido nos últimos tempos: há mais entidades e mais fundos mobiliários. Fique a conhecer melhor este ramo da gestão de ativos em Portugal.

A indústria da gestão de ativos tem vindo a crescer nos últimos anos, não só ao nível europeu, como também em Portugal. Um dos segmentos mais importantes da indústria são os fundos mobiliários, onde se incluem fundos de tesouraria, fundos de obrigações, fundos de ações, fundos mistos, fundos de fundos e fundos alternativos.

Uma prova desse crescimento não só tem a ver com os ativos sob gestão, mas também com o número de participantes nestes fundos. Conforme revela a CMVM, o número de participantes em OICVM domésticos ultrapassou um milhão em 2020,  tendo atingido o valor mais elevado da última década. A somar a este número, temos também o universo de fundos luxemburgueses com gestão ou advisory nacional.

Em Portugal, são 19 as entidades gestoras que gerem, assessoram e/ou comercializam fundos de investimento mobiliário sob a sua marca. Apesar das cinco maiores instituições concentrarem a esmagadora maioria da quota de mercado, há empresas mais modestas que se destacam pelas suas estratégias fora da caixa ou pelos bons resultados que têm obtido. A FundsPeople reuniu alguns dos principais aspetos das gestoras de fundos mobiliários e gestoras de patrimónios com fundos mobiliários sob a sua alçada, para que fique a conhecer melhor este ramo da gestão de ativos em Portugal.

Os dados apresentados são da CMVM e da Morningstar no fecho de setembro de 2021. As quotas de mercado indicadas não incluem os fundos domiciliados no Luxemburgo. As informações referentes ao investimento em fundos de terceiros também não consideram as gamas domiciliadas nesta praça. 

Atrium Investimentos

  • A Atrium Investimentos foca-se principalmente no negócio de gestão de patrimónios, mas também opera como advisor e distribuidora de sete sub-fundos de investimento domiciliados no Luxemburgo.
  • A Atrium Portfolio SICAV é constituído por sete sub-fundos: Gradient, High Income, Octant, Quadrant, Sextant, Global Balanced e Global Selection. 
  • Este conjunto de fundos perfaz um total de 225 milhões de euros em ativos sob gestão, distribuídos pelas seguintes classes de ativos: 
    • Ações: 45,5 milhões de euros
    • Alocação: 148,9 milhões de euros
    • Obrigações: 31,5 milhões de euros
  • Os fundos têm como administrador a FundPartner Solution, e como banco custodiante a Pictet.
  • João Fonseca é o CEO da gestora.

Bankinter Gestión de Activos – Sucursal em Portugal

  • Segundo dados da CMVM, a sucursal em Portugal da Bankinter Gestión de Activos fechou setembro de 2021 com 316,4 milhões de euros em ativos sob gestão em fundos mobiliários e com uma quota de mercado de 4,6%.
  • Disponibiliza seis produtos das seguintes classes de ativos:
    • Alocação: 69,2 milhões de euros
    • Fixed income: 256,7 milhões de euros
  • Entre os produtos comercializados pela entidade está uma gama de fundos perfilados onde se englobam os fundos: Bankinter 25 PPR/OICVM, Bankinter 50 PPR/OICVM e Bankinter 75 PPR/OICVM.
  • O Bankinter, S.A Sucursal em Portugal é o custodiante dos fundos da entidade domiciliados em Portugal.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam a 88,3 milhões euros, em setembro de 2021. Um peso de 27,9% do total de ativos geridos.
  • José Miguel Calheiros é o administrador da entidade gestora.

Biz Capital

  • Em outubro de 2020 o Grupo Biz formou a sua sociedade gestora de fundos mobiliários, nascendo assim a BIZ Capital.
  • A 30 de setembro de 2021, a entidade, de recente criação, registava uma quota de mercado de 1,7%, ao atingir os 19,5 milhões de euros em ativos sob gestão, conforme mostram dados da CMVM.
  • A entidade disponibiliza dois fundos de investimento alternativo abertos: o Biz Europa Bull e o Biz Europa Bear.
  • O mais recente produto da entidade é o BIZ Europa PPR/OICVM, constituído em maio de 2021.
  • A entidade depositária dos fundos é o Bison Bank.
  • Os fundos de investimento da entidade são essencialmente constituídos por investimento direto e focados no mercado europeu. 
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam a 4,4 milhões euros, em setembro de 2021. Isto representa um peso de 23% do total de AuM da casa.
  • Armando Nunes é o CEO do grupo.

BPI Gestão de Ativos

  • No final de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 3,2 mil milhões de euros, correspondente a uma quota de mercado de 17,5%.
  • Os ativos sob gestão distribuem-se por 23 produtos das seguintes classes de ativos:
    • Ações: 152 milhões de euros
    • Obrigações: 1,3 mil milhões
    • Alocação: 1,7 mil milhões de euros
  • A BPI Gestão de Ativos tem a seu cargo a gestão da SICAV luxemburguesa BPI Global Investment Fund (BPI GIF), que lhe é mandatada pela CaixaBank Asset Management. A cargo da entidade está então este fundo umbrella composto por nove subfundos.
  • Este conjunto de fundos perfaz um total de 571 milhões de euros em ativos sob gestão, distribuídos pelas seguintes classes de ativos: 
    • Alocação: 19,7 milhões de euros
    • Alternativos: 382 milhões de euros
    • Ações: 147 milhões de euros
    • Obrigações: 21,8 milhões de euros
  • O Cecabank é o custodiante dos fundos domiciliados em Portugal.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários, em setembro de 2021, ultrapassavam os 736,4 milhões euros, o que  representa um peso de 22,8% do montante total gerido.
  • Paulo Freire de Oliveira é o CEO da entidade.

Caixa Gestão de Ativos

  • É a entidade gestora líder em ativos sob gestão em fundos mobiliários domiciliados em Portugal. Fechou setembro de 2021 com 6,2 mil milhões de euros e com uma quota de mercado de 33,8%, segundo dados da CMVM.
  • Os ativos sob gestão distribuem-se por 24 produtos das seguintes classes de ativos:
    • Ações: 1,9 mil milhões de euros
    • Obrigações: 975 milhões de euros
    • Alocação: 3 mil milhões de euros
    • Diversos: 125,5 milhões de euros 
  • Entre os produtos comercializados pela Caixa GA estão três gamas de fundos perfilados:
    • Caixa PPR/OICVM com 481 milhões de euros em ativos sob gestão.
    • Caixa Wealth com 353 milhões de euros em ativos sob gestão.
    • Caixa Seleção Global com 2.104 milhões de euros em ativos sob gestão.
  • De acordo com a Morningstar, o fundo Caixa Ações Líderes Globais, que conta com Selo FundsPeople 2021 pelas suas classificações de Blockbuster e Consistente, é o produto com maior valor líquido global: 1.703,7 milhões de euros a 31 de julho de 2021.
  • A Caixa Geral de Depósitos é o custodiante dos fundos da entidade domiciliados em Portugal.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários, em setembro de 2021, ultrapassavam 2,1 mil milhões de euros. Isto representa um peso de 34% do total gerido. 
  • Paula Geada é a presidente do Conselho de Administração da entidade.

Casa de Investimentos 

Crédito Agrícola Gest

  • A Crédito Agrícola Gest é a sociedade gestora de ativos do Grupo Crédito Agrícola. Em 2004 começou a desenvolver a atividade de gestão de fundos de investimento mobiliário.
  • Em abril de 2017, a IM Gestão de Ativos e o Grupo Crédito Agrícola acordaram a transferência da gestão dos fundos mobiliários geridos pela CA Gest para a IMGA, bem como a comercialização na rede de agências do Grupo Crédito Agrícola.
  • A entidade gestora detém apenas um fundo de investimento alternativo, o CA Institucionais, que se destina exclusivamente às carteiras de investimento de empresas do Grupo Crédito Agrícola.
  • A 30 de setembro de 2021, os ativos sob gestão a cargo da entidade ascendiam a 19,9 milhões de euros, o que se traduz numa quota de mercado de 0,1%.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários, em setembro de 2021, atingiram os 90 mil euros. Isto  traduz-se num peso de 0,5% do montante total que gerem. 

GFM Gestão de Ativos

GNB Gestão de Ativos

  • No fim de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 837,6 milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 4,6%.
  • A GNB GA disponibiliza uma gama diversificada de 12 fundos mobiliários das seguintes classes de ativos:
    • Ações: 196,2 milhões de euros
    • Obrigações: 482 milhões de euros
    • Alocação: 159,3 milhões de euros
  • O custodiante dos fundos é o Novo Banco.
  • A entidade disponibiliza ainda quatro fundos internacionais, de domicílio luxemburguês. Dois de obrigações: o NB Euro Bond, e o NB Corporate Euro. Dois de ações: o NB Momentum e o NB America Growth.
  • Estes quatro produtos perfazem um total de 437 milhões de euros em ativos sob gestão, distribuídos pelas entre dois fundos de ações (73 milhões de euros) e três fundos de obrigações (364 milhões de euros).
  • O custodiante dos fundos com domicílio no Luxemburgo é o Quintet Private Bank (Europe).
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários, em setembro de 2021, ultrapassavam 71,5 milhões euros. Isto  traduz-se num peso de 8,5% do montante total gerido.
  • João Pina Pereira é o CEO da entidade.

Haitong

  • A divisão de asset management do Haitong Bank atua como um gestor de investimentos responsável por um leque diversificado de mandatos e carteiras de ativos.
  • A entidade tem sob a sua alçada a Estratégia de Obrigações China, a qual é constituída pelo Haitong China High Income Fund, um produto principalmente exposto a obrigações de veículos de financiamento do governo local chinês e de empresas estatais.
  • Além disso, o Haitong também tem a seu cargo a Estratégia de Ações Europeias composta pelos sub-fundos White Fleet III – Haitong Flexible Fund e White Fleet III – Haitong Aggressive Fund. Estas estratégias estarão expostas a alguns riscos de sustentabilidade, que diferem de empresa para empresa. 
  • Estes fundos são domiciliados no Luxemburgo e ultrapassam os 25 milhões de euros em ativos sob gestão.
  • Em setembro de 2021 foi criada a gestora de ativos do grupo, a Haitong Global Asset Management, SGOIC.
  • Fernando Castro Solla é o responsável da Gestão de Ativos.

Heed Capital

  • A antiga Dunas Capital atravessou recentemente uma mudança, passando agora a denominar-se Heed Capital.
  • No fim de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 33,2 milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 0,2%.
  • Gere três fundos de investimento domiciliados em Portugal da marca EuroBic: EuroBic Tesouraria, EuroBic Investimento e EuroBic Brasil. 
  • A brasileira Tagus Investimentos é o advisor do fundo EuroBic Brasil. 
  • O Eurobic é o custodiante dos fundos.
  • A entidade conta ainda com um fundo domiciliado no Luxemburgo em nome próprio, o Heed Património (anteriormente Dunas Património), que segundo a Morningstar, a 30 de setembro de 2021, contava com 13 milhões de euros em ativos sob gestão. O custodiante deste fundo é o Quintet Private Bank (Europe)
  • Os fundos de investimento da entidade são essencialmente constituídos por investimento direto. 
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários, em setembro de 2021, ultrapassavam os 1,79 milhões euros. Isto  traduz-se num peso de 5,3%.
  • Joaquim Luiz Gomes é o CEO da Heed Capital.

IBCO

  • A IBCO é uma sociedade gestora em atividade desde 1999 e com sede em Lisboa que conta atualmente com 93,3 milhões de euros em ativos sob gestão e uma quota de mercado de 0,3%.
  • A entidade tem sob a sua alçada a gestão dos investimentos de dois fundos no Luxemburgo, parte da SICAV IBCO, administrada pela Luxcellence Management Company: o IBCO Sicav – Global Equities e o IBCO Sicav – Global Bonds.
  • Joaquim António da Silva é o presidente do conselho de administração.

IM Gestão de Ativos

  • No final de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 3,9 mil milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 21,7%.
  • Os ativos sob gestão distribuem-se por 28 fundos das seguintes classes de ativos:
    • Alocação: 1,6 mil milhões de euros
    • Ações: 139 milhões de euros
    • Obrigações: 1,8 mil milhões de euros
    • Money market: 344 milhões de euros
  • Em 2017, os fundos da Crédito Agrícola Gest passaram para a esfera de gestão da IMGA. Estes fundos traduzem-se num total de 300 milhões de euros em ativos sob gestão.
  • A IMGA gere dois fundos da marca EuroBic. O EuroBic PPR/OICVM Ciclo de Vida, que é constituído por quatro subfundos e o EuroBic Seleção Top, um fundo multiativos.
  • Os fundos geridos pela IMGA são distribuídos pelo Millennium bcp, ActivoBank, Crédito Agrícola, EuroBic, Banco Invest, Bison Bank e BiG.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam, em setembro de 2021, a 1,3 mil milhões de euros. Isto traduz-se num peso de 34,4%.
  • Emanuel Silva é o diretor executivo da entidade.

Invest Gestão de Activos

  • No fim de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 161,5 milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 0,9%.
  • O fundo bandeira da entidade é o Alves Ribeiro PPR, criado em 2001.
  • A Invest Gestão de Activos conta ainda com um fundo de investimento mobiliário aberto de poupança reforma criado em 2020. Este produto é constituído por três subfundos de investimento abertos de poupança reforma: o Smart Invest PPR/OICVM Conservador, o Smart Invest PPR/OICVM Moderado e o Smart Invest PPR/OICVM Dinâmico. 
  • O Banco Invest é o custodiante dos fundos.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam, em setembro de 2021, a 38.189 milhões euros. Isto traduz-se num peso de 23,6%.
  • Afonso Pereira de Sousa é o presidente do Conselho de Administração.

LYNX Asset Managers

  • No final de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 18,9 milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 0,1%.
  • A Lynx tem sob a sua alçada cinco produtos, entre os quais o Lynx Valor, Lynx Defensivo e Lynx Prudente.
  • A gestora gere este fundo  com o advisory da BlueCrow o Discovery Fund, um produto que nasceu em 2018 a partir do antigo Lynx Multiativos.

Montepio Gestão de Activos

  • No final de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 164,7 milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 0,9%.
  • Os 14 fundos da entidade distribuem pelas seguintes categorias:
    • Alocação: 30 milhões de euros
    • Ações: 58 milhões de euros  
    • Obrigações: 21 milhões de euros 
    • Money Market: 54 milhões de euros
  • A Montepio GA conta com uma gama de quatro fundos perfilados, a Montepio Multi Gestão que se traduz em 31 milhões de euros.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam, em setembro de 2021, a 28.457 milhões euros. Isto traduz-se num peso de 17,3%, do total gerido.
  • Miguel Alexandre Teixeira é o presidente do conselho de administração.

Optimize Investment Partners

  • A Optimize IP conta contava, no fecho de setembro de 2021, com 175,5 milhões de euros em ativos sob gestão da entidade, o que se traduz numa quota de mercado de 1,0%.
  • Desde então, a entidade fez a transferência, de 45,3 milhões de euros para o Luxemburgo que deixarão de aparecer registados nos AuM nacionais.
  • Os ativos sob gestão são distribuídos por dez fundos de alocação.
  • A entidade disponibiliza duas gamas de fundos perfilados, a Optimize Capital Reforma e a Optimize Seleção, esta última conta com uma parceria com a Proteste Invest.
  • A Optimize Investment Partners anunciou, no fim de 2020, a sua chegada ao Luxemburgo através de uma SICAV em nome próprio, a Optimize IP SICAV. Além disso, anunciou a consequente transferência dos fundos Optimize Investimento Activo, Optimize Europa Valor e Optimize Obrigações para este domicílio através de uma operação de fusão transfronteiriça.
  • Em dezembro de 2020, nasceu o fundo de domicílio luxemburguês Optimize Invest Selection, em parceria com a Euroconsumers. 
  • O fundo domiciliado no Luxemburgo, no fim de setembro de 2021, agregava 7,8 milhões de euros. Com a transferência e considerando os ativos a final de setembro, passarão a representar 53 milhões de euros. 38 milhões nos três fundos de alocação e 14 milhões de euros no fundo de obrigações.
  • Em setembro de 2021, a Optimize desenvolveu uma parceria com a Lisbon Family Office e lançaram dois novos fundos nacionais: o Optimize LFO PPR/OICVM Leopardo e Optimize LFO Rise US Equities.
  • Os fundos de terceiros nas carteiras dos fundos mobiliários ascendiam, em setembro de 2021, a 84,4 milhões euros. Isto traduz-se num peso de 48,1%, do total gerido.
  •  Pedro Lino é o administrador da entidade.

Santander Asset Management

  • No final de setembro de 2021, os ativos sob gestão da entidade ascendiam a 3,1 mil milhões de euros, cuja quota de mercado se fixava nos 17,2%.
  • A Santander AM conta com 25 produtos das seguintes categorias:
    • Alocação: 2,4 mil milhões de euros
    • Alternativos: 7,7 milhões de euros
    • Ações: 285 milhões de euros
    • Obrigações: 392 milhões de euros

Sixty Degrees Asset Management

Outros fundos:

EuroBic (Distribuidor)

  • Com a marca EuroBic o banco distribui ainda em Portugal o EuroBic Obrigações, um fundo domiciliado no Luxemburgo com a gestão executada pela Nevastar Finance
  • O fundo conta com ​​ 16,3 milhões de euros em ativos sob gestão.
  • Manuel Vasconcelos é o responsável da equipa de Mercado de capitais do banco.