As 10 gestoras com melhor imagem de marca do mundo

Fund Brand 50, As 10 gestoras com melhor imagem de marca do mundo
Photo by Charles Deluvio on Unsplash

A consultora Broadridge Financial Solutions publicou o seu Fund Brand 50, relatório no qual revela as gestoras de ativos com melhor imagem de marca. Nesta ocasião, a empresa levou a sua análise a nível global. Isto permitiu criar o ranking das 10 gestoras com melhor imagem de marca no mundo. O estudo mede a atratividade relativa da marca das entidades baseando-se nas perceções dos selecionadores de fundos através de 10 fatores das 50 melhores marcas globais e regionais na Europa, Estados Unidos e Ásia.

As cinco primeiras marcas mundiais são, em todos os casos, gigantes do setor em termos de ativos geridos e escala operacional. A diversidade do top 50 global demonstra que não é só a escala o que importa aos compradores de fundos. As empresas favoritas dos investidores englobam desde empresas especializadas em nichos de mercados até aos provedores com vastas gamas.

RankingGestora
1.BlackRock
2.J.P. Morgan Asset Management
3.Fidelity International
4.Capital Group
5.Vanguard
6.PIMCO
7.Pictet Asset Management
8.T. Rowe Price
9.Franklin Templeton
10.Allianz Global Investors

Fonte: Broadridge. Fund Buyer 50 2021.

Em algumas regiões, como a Europa, os aspetos mais valorizados são os relacionados com o produto e o serviço ao cliente. Pelo contrário, no caso dos selecionadores americanos e asiáticos, a força das gestoras e a abordagem no cliente foram, marginalmente, fatores mais importantes no processo de valorização de marcas.

Algumas conclusões do estudo

“Ainda que os impulsionadores da marca sejam distintos em cada região, as gestoras de ativos com mais sucesso foram capazes de se diferenciar perante os selecionados de fundos. As que têm escala e um serviço integral proporcionaram o mantra que representa o conforto da firmeza e da fiabilidade. Ao mesmo tempo, várias gestoras especializadas prosperam com estratégias únicas e de alta convicção que atraíram a atenção e o reconhecimento dos distribuidores e investidores finais”, afirma Mauro Baratta, vice-presidente de Distribution Insight na Broadridge.

Do estudo podem-se extrair outra série de conclusões. Em primeiro lugar está o interesse pela sustentabilidade e os provedores de fundos temáticos. Intensificou-se em todas as regiões, impulsionado pela procura dos investidores finais e as mudanças normativas pendentes. Os gestores com credenciais verdes distintivas têm origem especialmente na Europa.

Em segundo lugar, a criação de um reconhecimento de marca através dos meios digitais e sociais foi cada vez mais importante na Ásia Pacífico para atrair um público mais jovens e conhecedor da tecnologia.

Por último, os selecionadores americanos tendem a depositar a sua confiança num número relativamente pequeno de provedores de produtos com uma vasta oferta de investimento e que têm uma combinação de produtos que funciona para a grande maioria dos seus clientes.