As entidades líderes em captações nos fundos mobiliários nacionais de 2020

Photo by Austin Distel on Unsplash

Recentemente, a FundsPeople relatava quais os fundos mobiliários de gestão portuguesa, com domicílio em solo nacional ou no estrangeiro, que mais dinheiro captaram dos investidores durante o ano de 2020. Entre os primeiros lugares desse ranking, os fundos das entidades gestoras IM Gestão de Ativos e Caixa Gestão de Ativos eram os que mais se destacavam. E apenas se verificavam três fundos domiciliados no Luxemburgo entre os 20 fundos de ADN nacional que mais captaram. Desta feita, observamos hoje quais foram as entidades gestoras que melhor se posicionam no que atrair dinheiro novo diz respeito. Ou seja, com base em dados disponíveis na Morningstar, analisamos quanto foi captado através dos fundos domiciliados em Portugal e no Luxemburgo em 2020 pelas várias entidades gestoras.

O cenário no panorama nacional

À semelhança do que já acontecia com o ranking das captações por fundos em que os produtos da IMGA e Caixa GA partilhavam os primeiros lugares do ranking, também ao nível das captações por entidade gestora são estas as entidades que sobressaem no ranking dos fundos com domicílio nacional; da mesma forma, quando incluímos os fundos com domicílio no Luxemburgo. A soma do total de captações em 2020 dos fundos com domicílio em Portugal foi de 1.537 milhões de euros, com base nos dados da Morningstar. De facto, a IMGA conseguiu arrecadar mais de metade das entradas totais dos fundos em solo nacional em 2020. Nesse período, a entidade registou entradas de 813 milhões de euros, enquanto a segunda entidade gestora da tabela – a Caixa GA – apenas 307 milhões de euros, em termos líquidos. A completar o pódio surge a Santander Asset Management captando 129 milhões de euros através dos seus fundos nacionais. Os três fundos que mais contribuíram, em cada entidade, para este volume de captações foram: o IMGA Liquidez, o Caixa Seleção Global Moderado e o Santander Poupança Prudente FPR.

E considerando os fundos com domicílio no Luxemburgo?

Considerando o ranking que inclui os fundos domiciliados no Luxemburgo, observamos um aumento do número de entidades gestoras – gestoras que não têm estratégias domiciliadas em Portugal -, contudo, a soma do total de captações em 2020 apenas aumenta 26 milhões de euros relativamente ao panorama considerado anteriormente. Este número indica que a soma do total de captações dos fundos mobiliários de gestão portuguesa em Portugal e no Luxemburgo foi de 1.564 milhões de euros.

Entre as entidades que mais captaram, a IMGA e a Caixa GA continuam líderes, mas é a GNB Gestão de Ativos que ascende à terceira posição do ranking. A entidade – através dos seus fundos domiciliados no Luxemburgo – arrecadou mais 122 milhões de euros, enquanto que com os fundos domiciliados em Portugal, 99 milhões de euros, totalizando assim a entrada de 221 milhões de euros na entidade em 2020. 

Por outro lado, ao considerar este cenário, a BPI Gestão de Ativos regista uma diminuição das captações. Quando considerámos apenas os fundos em solo nacional, a entidade assinalava entradas de 114 milhões de euros, já ao ter em conta os fundos no Luxemburgo, onde a BPI GA apresenta captações líquidas de -10 milhões de euros, vemos que no total captou 104 milhões de euros em 2020. Por outro lado, relembramos que é a BPI GA e o seu gestor Rui Araújo, CFA, que gerem o fundo mais rentável do ano de 2020, o BPI Ásia Pacífico.

Fundos domiciliados em Portugal

Entidade Gestora Soma de total de captações em 2020 (€) Ativos sob gestão em 2019 (€) Ativos sob gestão em 2020 (€) 
IM Gestão de Ativos 813 633 719,782 360 707 496,003 186 641 340,00
Caixa Gestão de Ativos 307 630 556,714 239 193 850,004 695 460 942,00
Santander AM 129 630 634,962 421 747 844,002 558 423 467,00
BPI Gestão de Ativos 114 169 792,432 608 546 212,002 741 191 794,00
GNB Gestão de Ativos 99 775 013,94549 350 922,00664 695 476,00
Bankinter Gestão de Ativos 53 584 756,96132 944 051,00191 596 490,00
Invest Gestão de Ativos 31 909 554,3482 948 741,00115 021 594,00
Optimize IP 8 851 481,36135 922 441,00144 657 774,00
Casa de Investimentos 5 561 431,215 702 307,00
Sixty Degrees AM3 377 953,333 259 730,006 640 112,00
Dunas Capital – 11 564 370,8571 403 242,7259 025 722,67
Montepio Gestão de Ativos – 18 604 556,82 180 827 169,00158 660 798,00
 Total 1 537 955 967,3512 786 851 698,7214 527 717 816,67
Fonte: Morningstar, dados de 31 de dezembro 2020

Fundos domiciliados em Portugal incluindo fundos do Luxemburgo

Entidade Gestora/Advisor/Distribuidor Soma de total de captações em 2020 (€) Ativos sob gestão em 2019 (€) Ativos sob gestão em 2020 (€) 
IM Gestão de Ativos 813 633 719,782 360 707 496,00                                       3 186 641 340,00
Caixa Gestão de Ativos 307 630 556,714 239 193 850,00                                       4 695 460 942,00
GNB Gestão de Ativos 221 999 489,51859 650 484,14                                       1 128 225 599,24
Santander AM 129 630 634,962 421 747 844,00                                       2 558 423 467,00
BPI Gestão de Ativos (e Caixabank AM) 104 567 108,383 194 078 263,14                                       3 284 437 087,52
Bankinter Gestão de Ativos 53 584 756,96132 944 051,00                                          191 596 490,00
Invest Gestão de Ativos 31 909 554,3482 948 741,00                                          115 021 594,00
Optimize IP 8 851 481,36135 922 441,00                                          144 657 774,00
Casa de Investimentos 5 561 431,215 702 307,00
Sixty Degrees 3 377 953,333 259 730,006 640 112,00
Haitong AM (MultiConcept Fund Management) 179 604,3122 601 394,0022 597 793,00
Eurobic (Nevastar Finance)  -2 210 164,9867 490 930,8565 544 639,00
Montepio Gestão de Ativos -18 604 556,82180 827 169,00158 660 798,00
Dunas Capital (Adepa AM) -26 185 651,37102 520 236,7275 927 508,67
Atrium Investimentos (FundPartner Solutions) -69 362 901,99482 640 644,17385 780 705,15
 Total 1 564 563 015,6814 286 533 275,0216 025 318 156,59
Fonte: Morningstar, dados de 31 de dezembro 2020