CGD vê um impulso nas comissões no primeiro trimestre

Caixa fundos, CGD vê um impulso nas comissões no primeiro trimestre

“No contexto desafiante do primeiro trimestre de 2022, marcado pelo início de um conflito militar em território europeu, aumento de pressões inflacionistas e subidas de taxas de juros”, a Caixa Geral de Depósitos atingiu um resultado líquido consolidado de 145,6 milhões de euros, no primeiro trimestre do ano. Estes refletem um aumento de 80,7 milhões de euros face ao mesmo período do ano passado (+80,5%). 

Caixa fundos, CGD vê um impulso nas comissões no primeiro trimestre

As comissões líquidas, “refletindo também um período de menor atividade económica no primeiro trimestre de 2021”, registaram um aumento de 21 milhões de euros face ao período homólogo, suportado “pelas comissões associadas à colocação de fundos de investimento (+5,4 milhões de euros) e seguros financeiros (+3,9 milhões de euros) e ao aumento das transações com os diversos meios de pagamento, dada a progressiva reabertura da economia”. 

A instituição financeira releva uma ainda elevada taxa de poupança doméstica, impulsionou o crescimento dos depósitos na ordem dos 1.292 milhões de euros (+1,6%), em comparação com 2021. Os produtos fora de balanço, por seu lado, apresentam quedas “justificadas por vencimentos, no caso dos seguros, e pela desvalorização de ativos em consequência da invasão à Ucrânia pela Rússia com forte impactos nos preços dos ativos financeiros”. Os fundos de investimento mobiliário foram a rubrica mais penalizada, tanto em termos relativos como absolutos. 

Caixa fundos, CGD vê um impulso nas comissões no primeiro trimestre