Comissões de gestão variável impulsionam receitas da Montepio GA em 2021

Montepio Fundos, Comissões de gestão variável impulsionam receitas da Montepio GA em 2021
Créditos: Sharon Pittaway (Unsplash)

A Montepio Gestão de Activos (MGA) apresentou os seus resultados referentes a 2021, onde fica patente um crescimento das comissões recebidas na ordem dos 66% para os 2.819 milhares de euros. Apesar de os proveitos por comissões terem crescido em toda a linha, foram as comissões de gestão variável que deram o grande impulso no ano, atingindo os 1.019 milhares de euros e quando no ano de 2020 estas tinham sido praticamente nulas. Os resultados líquidos ascenderam a 614,66 mil euros, que comparam com os -105,38 do ano anterior. 

Montepio Fundos, Comissões de gestão variável impulsionam receitas da Montepio GA em 2021

O total de ativos sob gestão da entidade fechou o exercício de 2021 com um crescimento de 2,8%, atingindo os 1.816 milhões de euros. O segmento de gestão de carteiras, que representa cerca de 90% dos ativos geridos pela entidade, cresceu 2,1% enquanto a gestão de fundos de investimento mobiliário cresceu 10,8%.

A atividade de gestão de carteiras, em 2021, continuou a estar fundamentalmente concentrada “nos clientes institucionais” (fundos de pensões e PPR). Por outro lado, a evolução da gestão de fundos de investimento mobiliários (FIM), dizem da entidade gestora, no relatório anual, “assenta na efetiva diversificação da distribuição das novas subscrições”, o que “permitiu reduzir a concentração nos fundos de curto prazo, permitiu aumentar o volume dos FIM habitualmente menos procurados nas componentes de maior risco esimultaneamente aumentar o número global de participantes”.

Deixam ainda uma nota para o Montepio Tesouraria, fundo ao qual a sociedade gestora está a considerar introduzir alterações “no sentido de o tornar mais atrativo”.

Montepio Fundos, Comissões de gestão variável impulsionam receitas da Montepio GA em 2021

Desenvolvimentos do negócio

Segundo indicado no relatório anual, e que Nuno Coelho, administrador na entidade, comentava também em entrevista à FundsPeople, “pretende-se abrir uma linha de atuação específica de construção de novas oportunidades de negócio, visando uma maior adequação da atividade da empresa ao quadro evolutivo da indústria observado nos últimos anos. Esta área terá como objetivo reforçar o negócio da MGA através da revisão e atualização da oferta, indo ao encontro de novos mercados, de novas tendências e necessidades no âmbito da gestão de ativos financeiros”.  Esta estratégia visa, como dizem, “alargar o número de entidades comercializadoras de FIM direta e indiretamente, desenvolver o canal de comercialização direta e criar condições para alargar a base de serviços”.

Adicionalmente, no âmbito de um “processo de racionalização e simplificação do Grupo Montepio”, o Montepio Geral Associação Mutualista decidiu (em outubro de 2020) comprar a totalidade das ações da Montepio Valor, entidade gestora de fundos imobiliários detida pela Montepio Holding, SGPS com vista à posterior fusão dessa entidade na Montepio Gestão de Activos. Encontra-se em curso a elaboração do projeto de fusão e do “processo a entregar junto da CMVM, para obter as competentes autorizações, designadamente regulatórias, para a concretização da fusão”.