Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro

schroders literacia financeira, Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro
Photo by William Iven on Unsplash

Os investidores, em termos mundiais, estão cada vez mais inclinados para investir em fundos que vão ao encontro dos seus princípios pessoais. É o que revela a última edição do Schroders Global Investor Study 2022.

O estudo da gestora Schroders indica que "os investidores que se classificam a si próprios como especializados estão mais concentrados no papel que os seus princípios e valores podem desempenhar nas suas decisões de investimento".

Mais de metade desses investidores especializados, diz o estudo, afirma que os seus princípios pessoais são muito importantes. Uma percentagem que é de 55% a nível global, e de 52% em Portugal. Esta é uma percentagem, dizem, mais elevada do que a relativa àqueles investidores que se "classificam como tendo um nível intermédio de conhecimento do investimento" - 16% a nível global e 18% em Portugal. Mais baixo, é o peso dos investidores que que o dizem, na categoria de investidores principiantes - 10% a nível global e 13% em Portugal.

Idade é fator de relevância

A idade do investidor também tem relevância na importância dada aos valores e princípios de quem investe. O estudo da Schroders mostra que essa importância aumenta com a idade. São as pessoas com mais de 71 anos as "mais suscetíveis de dar prioridade a estes aspetos".

Em Portugal, a importância dada aos valores e princípios pelos investidores aumenta com a idade, com uma forte maioria (86% em Portugal e 76% globalmente) de pessoas com mais de 71 anos de idade mais suscetíveis de dar prioridade a estes aspetos. Algo que talvez indique que os investidores mais velhos estão mais confiantes e convictos das suas opiniões. 86% da amostra de investidores inquiridos em Portugal, com mais de 71 anos, considera importante que os fundos onde investem estejam construídos de acordo com os seus valores e princípios.

schroders literacia financeira, Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro
Fonte: Schroders Global Investor Study 2022.

Adicionalmente, o poder de influenciar as empresas onde estão a investir também é um tema importante. A Schroders mostra que todo o espetro de investidores entende que tem esse poder, mas são os investidores especializados os mais cientes dessa sua função. Em Portugal, 97% dos investidores portugueses especializados acredita mesmo que deveriam ter poder para o fazer.

schroders literacia financeira, Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro
Fonte: Schroders Global Investor Study 2022.

A literacia financeira e o conhecimento é outro dos tópicos abordados. Apesar de em Portugal - e em termos globais também - os investidores especializados se sentirem com conhecimentos suficientes para tomarem decisões de investimento (81% em Portugal e 82% a nível global), apenas 26% dos investidores principiantes nacionais e globais se sentem confiantes nesse processo.

Empresas de investimento: papel na literacia financeira

A educação financeira é então um tópico premente, e neste questionário é sublinhado o papel de entidades financeiras, mas também o das próprias escolas. Mais de metade dos inquiridos nacionais (51%) acredita que as empresas de investimento devem ser responsáveis por assegurar que as pessoas tenham níveis suficientes de conhecimento sobre questões financeiras pessoais, e 36% pensa que deve ser da responsabilidade dos consultores financeiros. 44% acredita que as instituições educativas têm um papel a desempenhar na educação das pessoas sobre questões financeiras

schroders literacia financeira, Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro
Fonte: Schroders Global Investor Study 2022.

Aumenta interesse em ativos privados

Outra das conclusões do estudo prende-se com o maior interesse dos investidores por ativos menos tradicionais. 61% dos investidores portugueses dizem querer investir em private equity, por exemplo. No entanto, apenas 21% dos investidores com nível de conhecimento de principiantes sentem-se habilitados a fazê-lo, contra 55% dos investidores especialistas. Outro exemplo podem ser os investimentos em infraestruturas, onde 52% dos investidores portugueses gostaria de poder investir.

schroders literacia financeira, Empresas de investimento devem ser responsáveis pela divulgação de conhecimento financeiro
Fonte: Schroders Global Investor Study 2022.