Investidores fizeram menos reclamações sobre fundos de investimento no 1º semestre

fundos, Investidores fizeram menos reclamações sobre fundos de investimento no 1º semestre
Créditos: Angelina Litvin (Unsplash)

A palavra redução marcou o número de reclamações no primeiro semestre de 2021. É o que indica a CMVM, na informação estatística semestral referente às reclamações que o regulador divulga sobre os primeiros seis meses do ano.

Contam que o número de reclamações recebidas no primeiro semestre de 2021 na CMVM diminuiu 6% face ao período anterior e 12% face ao período homólogo. Na ótica do regulador, este decréscimo deveu-se então “à diminuição do contexto de incerteza económica e a menor volatilidade dos mercados financeiros”.

Tal como já acontecia noutros períodos temporais, as ações mantiveram-se como o instrumento financeiro mais associado às reclamações apresentadas pelos investidores (44%).

Como visível no gráfico abaixo, por sua vez o peso das reclamações associadas a fundos de investimento diminuiu (23% vs. 34% no período homólogo). Isto depois de em 2020 ter aumentado o número de reclamações referentes a estes produtos.

Reclamações recebidas por tipo de instrumento financeiro

fundos, Investidores fizeram menos reclamações sobre fundos de investimento no 1º semestre

Por outro lado, a execução de ordens dos clientes manteve-se como o assunto mais reclamado, embora de forma menos expressiva (35 vs 41% do período homólogo). Assim, a CMVM aponta que para esta queda “contribuiu o menor número de reclamações referentes à subscrição ou resgate de fundos de investimento”.

Reclamações recebidas por tipo de assunto

fundos, Investidores fizeram menos reclamações sobre fundos de investimento no 1º semestre