O mapa de rentabilidade e risco a três anos dos fundos de ações de grandes capitalizações europeias

europa
Photo by Jonas Tebbe on Unsplash

Ao observar o universo de fundos de investimento nacionais que investem no mercado europeu de grande capitalização bolsista, reparamos que são sete os produtos nacionais que se inserem na categoria Morningstar Europe Equity Large Cap.

Ao olharmos mais especificamente para cada um destes sete produtos, reparamos que todos estão domiciliados em terreno nacional. No que toca a casas gestoras, dois destes produtos pertencem à BPI Gestão de Ativos, um à Caixa Gestão de Ativos, um à IM Gestão de Ativos, um à Montepio Gestão de Ativos e, finalmente, dois à Santander Asset Management.

Neste sentido, para compreender o comportamento destes fundos ao longo do tempo, foi efetuada uma análise do mapa de rentabilidade e risco a três anos. Com base em dados da Morningstar Direct, reparámos nos três fundos com retornos mais elevados:

É possível compreender que o fundo com maior retorno a três anos é o Santander Popular Ações, que registou 5,8% de rentabilidade neste período considerado. Já em relação ao seu valor de desvio padrão anualizado, este foi de 20,6%. À data de 28 de fevereiro de 2021 e segundo dados do site da Morningstar, as três maiores posições em carteira do fundo da Santander AM são em ações da ASML Holding, LVMH e Total SE.

Já o Caixa Ações Europa Socialmente Responsável da Caixa GA foi o segundo fundo desta categoria com maior rentabilidade a três anos. Contudo, é também de salientar que foi este o fundo com retorno por unidade de risco mais favorável desta categoria em análise. Este registou um retorno a três anos de 5,3% e 17,5% de desvio padrão, o que lhe permitiu alcançar um retorno por unidade de risco de 0,31%.

Sendo este um fundo com uma filosofia de investimento socialmente responsável, recentemente, reparámos também que esta estratégia de investimento foi classificada pelo Morningstar Sustainability rating com a classificação mais elevada. Por sua vez, segundo dados do site da Morningstar, os três maiores títulos em carteira no fecho de fevereiro eram ações da Siemens AG, ASML Holding e AXA SA.

Quase nos calcanhares do antecessor em termos de retorno, surge o Santander Ações Europa da Santander AM. O fundo gerido por José António Montero, alcançou uma rentabilidade a três anos de 5% e um desvio padrão de 20%.

Por fim, de notar também que, ao atentarmos no gráfico com mais atenção, reparamos que este trio de produtos nacionais se encontra relativamente distante dos restantes peers em termos de retorno absoluto.