Os planos internacionais da Optimize IP

Europa mundo
Créditos: Nejc Soklic (Unsplash)

Num exercício que foi penalizador para a generalidade do negócio de gestão de ativos, a Optimize Investment Partners viu os ativos totais sob gestão decrescer 11,3% para os 206,3 milhões de euros. Não obstante, a entidade gestora independente teve em 2022 um ano de subscrições líquidas positivas, na ordem dos 9,7 milhões de euros, liderada pela gama Optimize Capital Reforma PPR (+10,2 milhões de euros), como fica evidente no relatório anual de 2022.

A entidade viu as receitas por prestação de serviços e comissões recuarem marginalmente (1,95%) para os 2.861,02 milhões de euros, fechando o exercício com um produto bancário de 2.251,12 milhões de euros e um resultado líquido de 655,13 mil euros.

Planos para o futuro

Para 2023 e anos seguintes, a Optimize Investment Partners tem planos ambiciosos que passam por um reforço relevante da sua atividade internacional. Como referido no relatório, a entidade procura consolidar a distribuição internacional dos sub-fundos da Optimize IP SICAV, em Espanha, Bélgica, Luxemburgo, Itália, mas também celebrar uma parceria estratégica com uma entidade gestora europeia.

Além de aumentar a sua presença física em Portugal, a par de reforçar a sua quota de mercado no mercado nacional através de novas parcerias de distribuição e do reforço do investimento em marketing, a entidade equaciona também ter presença física em Espanha.

Finalmente, os objetivos da entidade gestora passam também por melhorar as ferramentas digitais ao dispor dos seus clientes e trabalhar para aumentar a subscrição de fundos PPR por empresas a favor dos colaboradores.