Quais os fundos com captações líquidas superiores a 100 milhões em 2015?

dinheiro_rede_
eioua, Flickr, Creative Commons

328,7 milhões de euros! Este é o valor final no mercado nacional de fundos mobiliários no que toca às captações líquidas. De acordo com a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – foi o melhor resultado anual desde 2012, sendo que tanto em 2013 como em 2014 o balanço foi vincado a vermelho.

Dos cerca de 200 produtos que passaram pelo ano de 2015, apenas uma dezena conseguiu registar um saldo entre captações e resgates superior a cem milhões de euros. De todos os produtos, aquele que conseguiu registar o maior montante em captações líquidas no ano passado foi o Caixagest Liquidez que é da responsabilidade da Caixagest. Trata-se do maior produto nacional com um património superior a 1.591 milhões de euros. Nos meses de abril, junho, julho e setembro foi o produto que liderou o mercado nacional nesta vertente.

As três posições seguintes são ocupadas por três produtos da BPI Gestão de Activos. A entidade foi a que mais captações líquidas registou no ano passado – um montante superior a 885 milhões de euros – tendo liderado, também, em todos os meses do segundo semestre do ano. Com captações líquidas acumuladas em 2015 de 242 milhões de euros vem o BPI Liquidez, seguido do BPI Reforma Segura PPR com mais de 226 milhões de euros. Já com 199,7 milhões de euros vem o BPI Monetário Curto Prazo, que foi o fundo com maior entradas líquidas de dinheiro no último trimestre do ano passado.

Na casa dos 150 milhões de euros surgem mais dois produtos: o Caixagest Seleção Global e ainda o BPI Moderado. O primeiro é da Caixagest e atingiu captações líquidas de 156 milhões enquanto o segundo é da BPI Gestão de Activos e registou um valor de 154 milhões de euros.

Além dos seis produtos já mencionados, existem mais quatro que conseguiram crescer mais de 100 milhões de euros no que toca às captações líquidas. Com um saldo 130 milhões de euros vem o IMGA Prestige Conservador que é gerido pela IM Gestão de Ativos e que foi o produto com mais captações em janeiro e fevereiro do ano passado, enquanto que com um saldo entre subscrições e resgates de 124 milhões de euros vem o Santander Select Defensivo da Santander Asset Management. Já com 113,9 milhões surge o BPI Reforma Investimento PPR e a finalizar a lista vem o Caixagest Ações Líderes Globais com 102 milhões de euros em captações líquidas.

Os produtos com captações líquidas superiores a 100 milhões em 2015

Fundo Gestora Categoria APFIPP Captações Líquidas 2015
Caixagest Liquidez Caixagest Mercado Monetário Euro 390 881 300 €
BPI Liquidez BPI Gestão de Activos Curto Prazo Euro 242 279 100 €
BPI Reforma Segura PPR BPI Gestão de Activos Fundos PPR 226 287 400 €
BPI Monetário Curto Prazo – FIA BPI Gestão de Activos FIA Monetário de Curto Prazo 199 739 600 €
Caixagest Seleção Global Caixagest Fundos Multi-Activos Defensivos 156 216 700 €
BPI Moderado BPI Gestão de Activos Fundos Flexíveis 154 669 700 €
IMGA Prestige Conservador IM Gestão de Ativos Fundos Multi-Activos Defensivos 130 283 500 €
Santander Select Defensivo Santander Asset Management Fundos Multi-Activos Defensivos 124 605 600 €
BPI Reforma Investimento PPR BPI Gestão de Activos Fundos PPR 113 946 100 €
Caixagest Ações Líderes Globais Caixagest Ações: Outros fundos internacionais 102 379 100 €

 

Fonte: APFIPP no final de dezembro de 2015.