Surge nos EUA o primeiro ETF de bitcoin

bitcoin, Surge nos EUA o primeiro ETF de bitcoin
Créditos: Aleksi Räisä (Unsplash)

Já é oficial. Após vários meses de especulação perante a possibilidade de se começarem a ver ETF sobre bitcoin e após vários chumbos por parte da SEC, ontem começou a negociar em Wall Street o primeiro ETF que investe em futuros sobre o bitcoin e procura, assim, replicar o comportamento deste ativo digital. O seu nome é ProShares Bitcoin Strategy, negoceia com o símbolo BITO e já registou subidas de 3% na sua primeira sessão.

Este fundo, que tem uma comissão de 0,95%, alta para de um fundo passivo cotado, é gerido pela ProShares, e segundo explica a gestora na sua página web, “o seu objetivo é permitir aos participantes um acesso ao mercado de bitcoin e fornecer uma cobertura e exposição direta ao preço da bitcoin”.

A eminente aprovação da SEC de um fundo deste tipo é o que está por detrás do forte rally que protagonizou a bitcoin nos últimos dias e que já a levou a superar a barreira dos 60.000 dólares. “A cotação do ETF é um dos fatores mais importantes que aconteceu nos 10 anos da Bitcoin porque basicamente está a dar acesso ao dinheiro institucional e agregando, de forma indireta, mais liquidez e confiança para os investidores de retalho”, afirma Alejandro Zala, country manager da Bitpanda. Não obstante, é preciso ter em conta que este ETF não vai investir diretamente em bitcoin, mas em futuros sobre o criptoativo.

A reação da bitcoin quando foi confirmado o surgimento do fundo foi morna. No fecho de Wall Street registava uma rentabilidade de 4%, semelhante à dos seus futuros e também muito parecida com a do ETF em questão, ainda que tenha registado novamente máximos históricos. Este ano já registou uma rentabilidade de 111%. Número espetacular, mas muito abaixo de outros criptoativos como se pode ver no gráfico abaixo.

As cinco maiores criptos do mercado

bitcoin, Surge nos EUA o primeiro ETF de bitcoin
Fonte: Coinmarketcap. Dados de 19 de outubro

O primeiro de muitos?

Ainda que finalmente tenha sido a gestora ProShares que conseguiu a primeira aprovação da SEC para o seu ETF, muitas outras gestoras já mostraram o seu interesse em lançar ETF sobre bitcoin. Por exemplo, segundo destaca a Bloomberg, VanEck e Valkyrie também estão a considerar apresentar um pedido perante a SEC, ao mesmo tempo que a Invesco parece ter saído da lista, pelo menos por agora.