Tendência positiva na gestão de patrimónios

londoneye
martie1swart, Flickr Creative Commons

Entre março e abril o volume sob gestão das gestoras de património, presentes na APFIPP e publicado na página da Associação, cresceu mais de 1,15% para os 57.399 milhões de euros. Para este crescimento de mais de 650 milhões em muito contribuíram duas entidades: a ESAF e a Caixagest.

As duas entidades cresceram, em conjunto, 500 milhões de euros. A ESAF foi quem mais aumentou o seu volume sob gestão, crescendo cerca de 271 milhões de euros. Com este aumento a entidade consolidou o terceiro posto do ranking, fechando o mês com mais de 9.162 milhões de euros.

A Caixagest conseguiu a segunda maior valorização do mês nesta área com uma subida de 229 milhões de euros. Com este valor cimentou ainda mais a sua posição de liderança totalizando aproximando-se dos 21 mil milhões de euros.

No segundo lugar do pódio continua a F&C que fechou o mês com 14.252 milhões de euros em gestão discricionária. Entre março e abril a entidade viu o seu volume aumentar em 0,54% (cerca de 76 milhões de euros).

Volume sob gestão nas gestoras de património

Sociedade Gestora Volume sob gestão (euros)
Caixagest 20 915 807 703
F&C Portugal 14 252 218 125
ESAF – GP 9 162 304 165
BPI Gestão de Activos 5 394 985 823
Santander Asset Management 4 299 178 566
Crédito Agrícola Gest 1 794 010 040
Montepio Gestão de Activos 1 278 894 798
Patris Gestão de Activos 224 233 932
Orey Financial 36 013 373
Dunas Capital – Gestão de Activos 23 297 831
MNF Gestão de Activos 18 319 814
 
Fonte: Dados APFIPP publicados na sua página na internet