As entidades nacionais que mais cresceram com os seus fundos de ações

fundos de ações, As entidades nacionais que mais cresceram com os seus fundos de ações
Créditos: Andrea Cau (Unsplash)

Segundo dados disponibilizados pela Morningstar Direct, os fundos de ações nacionais (domiciliados em Portugal) agregavam um património em agosto de 2021 de 2,82 mil milhões de euros. Este valor reflete um crescimento de 77% face a agosto de 2020. Contudo, esse crescimento não foi distribuído equitativamente entre as casas gestoras nacionais, como veremos em seguida.

incluindo os fundos domiciliados no estrangeiro na análise, o mercado nacional cresceu 69% face ao período homólogo. Os ativos sob gestão com fundos de ações domiciliados em território nacional e domiciliados no estrangeiro totalizam agora 3,10 mil milhões de euros.

Quem mais cresceu em Portugal?

De facto, atentado apenas a fundos domiciliados em Portugal tal como visível na primeira tabela, a GNB Gestão de Ativos, com apenas três fundos de ações domiciliados em solo nacional, foi a entidade gestora que em termos de quota de mercado mais cresceu anualmente. Como resultado, a entidade obtém agora 7% de preponderância de mercado, sendo que em agosto de 2020 obtinha 6%. Aliás, face ao ano anterior, esta entidade subiu uma posição no ranking, constando agora no pódio das que gerem mais ativos em fundos de ações domiciliados em Portugal.

Já a Caixa Gestão de Ativos, a maior gestora nacional de fundos mobiliários e de fundos de ações, foi a casa que em termos absolutos mais viu os seus ativos crescerem. Em números, o seu crescimento foi de 840 milhões de euros. Apesar disso, em termos de quota de mercado, a entidade perdeu 0,6 pontos percentuais face a agosto de 2020, obtendo agora 69,4% de quota de mercado.

No ranking, a fechar o pódio, segue-se a Santander Asset Management. No final de agosto, esta entidade figurava com 10,5% de quota de mercado, mais 0,8 p.p. comparativamente ao período homólogo. Por parte desta entidade, o Santander Ações Europa com 192 milhões de euros em ativos sob gestão era o maior fundo desta classe de ativos.

De sublinhar também que, entre as oito casas nacionais que gerem fundos de ações em solo nacional, apenas três entidades apresentaram um crescimento positivo em termos de quota de mercado face a agosto do ano passado. Falamos das já referidas GNB GA e Santander AM, mas também da maior casa em fundos de obrigações, a IM Gestão de Ativos, que cresceu 0,2 pontos percentuais.

A Casa de Investimentos, por sua vez, ainda não apresentava dados comparáveis, no entanto, apresenta-se com 20 milhões de euros em ativos sob gestão o que representa 0,7% de quota de mercado.

QUOTA DE MERCADO POR ENTIDADES GESTORAS - FUNDOS DE AÇÕES DOMICILIADOS EM PORTUGAL

Entidade gestoraAtivos sob gestão em agosto de 2020 Ativos sob gestão em agosto de 2021Quota de mercado 2020Quota de mercado 2021Variação anual da Q.M. (p.p.)
Caixa Gestão de Ativos1 119 659 6711 959 892 11470.0%69.4%-0.6
Santander Asset Management155 175 878296 236 0249.7%10.5%0.8
GNB Gestão de Ativos96 756 820197 693 8916.0%7.0%1
BPI Gestão de Ativos104 850 762152 276 9426.6%5.4%-1.2
IM Gestão de Ativos71 243 325134 063 9254.5%4.7%0.2
Montepio Gestão de Activos48 642 02059 530 9203.0%2.1%-0.9
Casa de Investimentos20 946 7770.7%
Invest Gestão de Activos3 724 3084 618 0810.2%0.2%0
Total1 600 052 7842 825 258 674100%100%
Fonte: Morningstar Direct, dados a 31 de agosto de 2021, em euros

E no estrangeiro?

Ao olharmos para a segunda tabela, reparamos que o número de entidades nacionais que cresceram no Luxemburgo em termos de quota de mercado foram mais, comparativamente em Portugal. Desta vez, a Caixa Gestão de Ativos foi a que mais cresceu, finalizando o mês de agosto de 2021 com 63,1% de poder de mercado.

De seguida, no ranking apresenta-se a BPI Gestão de Ativos com 9,7%. Apesar de ter perdido 3,1 pontos percentuais face a agosto de 2020, este valor demonstra a importância que as estratégias de ações domiciliadas no Luxemburgo continuam a ter para o negócio da entidade gestora. O seu maior produto domiciliado no Luxemburgo é o BPI GIF Opportunities com 70 milhões em AuM. Este fundo conta com Selo FundsPeople 2021 pela dupla classificação de Blockbuster e Consistente.

Por sua vez, a SAM subiu à terceira posição e, de facto, aproxima-se da BPI GA, uma vez que em agosto de 2021 figurava com 9,5% de quota de mercado – mais um ponto percentual que há um ano.

QUOTA DE MERCADO POR ENTIDADES GESTORAS - FUNDOS DE AÇÕES DOMICILIADOS EM PORTUGAL E LUXEMBURGO

Entidade gestora (Distribuidor)Ativos sob gestão em agosto de 2020 Ativos sob gestão em agosto de 2021Quota de mercado 2020Quota de mercado 2021Variação anual da Q.M. (p.p.)
Caixa Gestão de Ativos1 119 659 6711 959 892 11461.0%63.1%2.1
BPI Gestão de Ativos (CaixaBank AM)234 905 898302 869 80212.8%9.7%-3.1
Santander Asset Managament155 175 878296 236 0248.5%9.5%1
GNB Gestão de Ativos (GNB International Management)162 960 403283 262 6648.9%9.1%0.2
IM Gestão de Ativos71 243 325134 063 9253.9%4.3%0.4
Montepio Gestão de Activos48 642 02059 530 9202.6%1.9%-0.7
Atrium Investimentos (FundPartner Solutions)39 888 63745 984 3712.2%1.5%-0.7
Casa de Investimentos 20 946 7770.7%
Invest Gestão de Activos3 724 3084 618 0810.2%0.1%-0.1
Total1 836 200 1403 107 404 678100%100%
Fonte: Morningstar Direct, dados a 31 de agosto de 2021, em euros