As três gestoras de fundos de pensões que se destacaram no trimestre

fundos de pensões, As três gestoras de fundos de pensões que se destacaram no trimestre
Créditos: Unsplash

Nada mudou relativamente ao ranking de maiores gestoras de fundos de pensões no primeiro trimestre de 2021. A Ageas Pensões, segundo os últimos dados revelados pela APFIPP no seu relatório trimestral do setor, mantém-se na liderança do segmento. Também as restantes entidades mantêm o mesmo lugar no ranking de três meses antes.

Contudo, tendo o segmento crescido 1,4% de janeiro a março, há entidades que deram nas vistas em termos de aumento de ativos sob gestão. Acima dos 4% de crescimento trimestral são três as gestoras de fundos de pensões em destaque: a GNB – SGFP, a Real Vida Seguros e a BPI Vida e Pensões.

fundos de pensões, As três gestoras de fundos de pensões que se destacaram no trimestre
Fonte: APFIPP, relatório trimestral

A GNB – SGFP foi a que conseguiu o crescimento mais robusto. Cresceu no trimestre 5,5%, o que correspondeu a mais 135 milhões de euros no período. Fechou o trimestre com uma quota de mercado de 11,4%, correspondentes a quase 2.598 milhões de euros geridos.

No caso da Real Vida Seguros, o crescimento percentual também foi muito próximo: 5%. A entidade terminou março a gerir 252 milhões de euros nos seus fundos de pensões. Na revista número 37 da FundsPeople, Ricardo Almeida, responsável pela gestão das carteiras de ativos da entidade, explica o envesamento que têm pelo tema do value, abordando ainda a forma como gerem os portefólios.

Por fim, de destacar então a BPI Vida e Pensões. A terceira maior entidade do segmento viu os seus ativos crescerem 4,5%. Em março terminava o trimestre com um montante de ativos de 3.302 milhões de euros. Em termos absolutos foi mesmo a entidade que mais deu nas vistas, com um crescimento de 142,6 milhões de euros. Recentemente mostrámos-lhe a importância crescente que os fundos de investimento têm ganho na gestão das carteiras da entidade.