Diversificação marca o primeiro semestre

, Diversificação marca o primeiro semestre
jimdeane, Flickr, Creative Commons

Os primeiros seis meses de 2015 têm sido impróprios para cardíacos. Logo no primeiro mês do ano Mario Draghi anunciou o quantitative easing (QE) europeu que envolve a compra de dívida pública e privada no valor mensal de 60 mil milhões de euros, e que teve início nos primeiros dias de março. Mais recentemente é a questão grega, que tem vindo a ser tema dominante nos mercados financeiros. 

Com todas estas vicissitudes, o mercado nacional, nos primeiros seis meses do ano, revelou que realmente a melhor forma de investir é “não colocar todos os ovos no mesmo cesto”. Consonante com este pensamento está o facto dos três fundos mais rentáveis no período investirem em ativos completamente diferentes. Em termos de rendibilidade, nos prazo em análise, a média dos cerca de 200 produtos que compõem o mercado nacional situa-se perto dos 4,5%, de acordo com os dados publicados pela Morningstar através da sua plataforma.

O produto que se tem destacado nos primeiros seis meses do ano é o Barclays FPA, a cargo da Barclays Wealth and Investment Management. No período em análise atinge uma rendibilidade de 21,26%, e tem também aparecido nos lugares cimeiros de retorno ao longo de todo o ano. Este fundo já era o produto com melhor performance nos primeiros cinco meses de 2015, tendo sido o segundo no primeiro trimestre de 2015. O fundo tem “como finalidade a realização de aplicações em ações portuguesas”, estando “normalmente investido em 90% do seu valor líquido em ações cotadas na Bolsa de Valores portuguesa”. Nas maiores posições da carteira encontramos as cotadas BCP e Jerónimo Martins, além de um futuro sobre o índice de referência nacional, o PSI-20.

O Montepio Euro Telcos, gerido pela Montepio Gestão de Activos, é o segundo fundo que apresenta melhor desempenho entre o final do ano passado e o último dia de junho. Nesse período, este produto regista ganhos de 19,59% tendo como maiores posições os gigantes europeus do sector das telecomunicações: Vodafone, Telefonica ou Orange. O fundo foi também o mais rentável no mês passado tendo na sua história já ocupado o lugar cimeiro do mercado nacional, nas rendibilidades a um ano.

Com investimento fora de Portugal e da Europa surge, na terceira posição, o Caixagest Acções Japão. Sob a responsabilidade da Caixagest o fundo regista ganhos de 19,45%. Já no período entre final de novembro e maio o fundo tinha sido o mais rentável do mercado nacional, aproveitando a boleia do principal índice bolsista do país, o Nikkei, que valorizou 15,83% em moeda local nesse período. Nas maiores posições da carteira encontramos as cotadas nipónicas Yahama Motor, Teijin, Sony, Toyota ou Daikin.

Portugal ‘sorridente’

Nas posições seguintes ao nível dos fundos mais rentáveis há um denominador comum: o investimento 'core' em Portugal. Com uma rendibilidade de 19,27% surge o Millennium Acções Portugal. O fundo é gerido por Nuno Marques, da equipa de ações da Millennium Gestão de Activos, e cerca de 80% da sua carteira está aplicada no mercado local, com destaque para as cotadas BCP, Sonae SGPS e ainda a NOS.

Com 18,25% surge o BPI Poupança Acções da BPI Gestão de Activos, seguido do BBVA PPA Índice PSI 20 da BBVA Asset Management com ganhos de 17,45%. Além destes, podemos encontrar ainda o Invest AR Médias Empresas Portugal da Invest Gestão de Activos e o Banif Acções Portugal da Banif Gestão de Activos com ganhos de 17,34% e 16,97%, respetivamente.

Os 25 fundos mais rentáveis no primeiro semestre de 2015

Fundo Gestora Rendibilidade 1º Semestre 2015 (%)
Barclays FPA Barclays Wealth Mgr. Portugal 21,26
Montepio Euro Telcos Montepio Gestão de Activos 19,59
Caixagest Acções Japão Caixagest 19,45
Millennium Acções Portugal Millennium Gestão de Activos 19,27
Montepio Euro Financial Services Montepio Gestão de Activos 19,20
BPI Poupança Acções (PPA) BPI Gestão de Activos 18,25
BBVA PPA Índice PSI 20 BBVA Asset Management 17,45
Invest AR Médias Empresas Portugal Invest Gestão de Activos 17,34
Banif Acções Portugal Banif Gestão de Activos 16,97
Montepio Acções Europa Montepio Gestão de Activos 15,82
BPI Portugal BPI Gestão de Activos 15,62
Caixagest PPA Caixagest 15,29
Millennium Eurofinanceiras Millennium Gestão de Activos 14,62
Montepio Acções Montepio Gestão de Activos 14,42
NB Poupança Ações GNB Gestão de Ativos 13,54
Montepio Euro Utilities Montepio Gestão de Activos 13,06
Caixagest Acções Portugal Caixagest 13,04
NB Ações Europa GNB Gestão de Ativos 12,26
BPI Europa BPI Gestão de Activos 12,01
Montepio Euro Healthcare Montepio Gestão de Activos 11,73
Caixagest Acções Europa Caixagest 11,50
Popular Acções Popular Gestão de Activos 11,42
Caixagest Postal Acções Caixagest 11,42
NB Portugal Ações GNB Gestão de Ativos 11,40
BPI Ibéria BPI Gestão de Activos 11,21

Fonte: Morningstar no final de junho.