Fundos de ações americanas de gestão nacional que fecham 2020 como os mais rentáveis

Photo by frank mckenna on Unsplash

Em 2020 o cenário económico foi de taxas de juro nulas e máximos históricos atingidos pelo S&P500 à boleia das grandes empresas digitais. Esta é uma conjuntura que se deverá manter em 2021 e a equipa da Sixty Degrees, nas suas perspetivas para o presente ano, reforça este ponto ao afirmar que “a economia americana deverá continuar a ser a mais dinâmica e o melhor destino de investimento a nível mundial, mesmo que venha a enfrentar os típicos desafios causados pelas mudanças de políticas inerentes à alteração das cadeiras na Casa Branca”.

Neste sentido, a FundsPeople observou os fundos de ações com gestão nacional que seguem uma política de investimento focada na região norte-americana e ordenou os 7 mais rentáveis de 2020.

Fundos de ações americanas com maior retorno absoluto em 2020

FundoEntidade GestoraSelo FundsPeople 2020CategoriaRetorno em 2020 % EURDesvio Padrão em 2020 % EUR
BPI América E BPI Gestão de AtivosUS Equity Large Cap Blend16,2322,84
Santander Acções América CC Santander AMUS Equity Large Cap Blend11,4121,29
BPI América D BPI Gestão de AtivosUS Equity Large Cap Blend10,7721,52
BPI GIF América IBPI GA (Caixabank AM)US Equity Large Cap Blend10,7321,67
IMGA Ações América IMGAUS Equity Large Cap Blend8,8120,12
NB America Growth Fund RGNB Gestão de AtivosUS Equity Large Cap Growth7,6921,91
Caixa Acções EUA Caixa Gestão de AtivosUS Equity Large Cap Growth1,2623,51
Fonte: Morningstar Direct a 31 de dezembro de 2020. Classe mais rentável à exceção do BPI América em que considerámos também a classe com a divisa coberta.

O fundo de ações com retorno mais elevado em 2020 foi o BPI América na sua classe E (com cobertura cambial) da BPI Gestão de Ativos. Este produto é gerido por Rui Araújo e atingiu um retorno em 2020 de 16,23%. Este fundo investe maioritariamente no setor tecnológico e, a encabeçar a lista de títulos em carteira, está a Apple e a Align Technology.

Entre o top 3 surge também o fundo de ações norte-americanas da Santander Asset Management. Estamos a falar do Santander Ações América com um retorno absoluto de 11,41% a cargo de Luis Beamonte. De notar ainda que, este é um veículo de investimento no fundo Santander GO North America (sediado no Luxemburgo) da SAM, em que os principais ativos em carteira são – uma vez mais – as empresas de tecnologias e informação, mais concretamente a Square, Shopify e Amazon.

A fechar a terceira posição do ranking surge, uma vez mais, o fundo BPI América, mas com a classe D (sem proteção cambial). O fundo da BPI GA fechou 2020 com um retorno absoluto de 10,77%, ou seja, uma rentabilidade de cerca de 6% menos que a classe com proteção cambial.

Na quarta posição observamos mais um fundo da BPI GA. Desta vez é o BPI GIF América, sediado no Luxemburgo e gerido por Rui Araújo. Este fechou 2020 com uma rentabilidade de 10,73%. Entre os seus principais títulos em carteira estão as grandes empresas digitais como a Facebook, Amazon, Microsoft e Netflix.

No geral, é a BPI GA que se destaca no tema dos fundos de ações americanas com maior retorno absoluto em 2020 – três dos sete produtos presentes no ranking são da entidade e o produto que apresenta o maior retorno absoluto está em claro destaque dos demais nesta métrica.