Fundos mais subscritos de dezembro: ações dominam e imobiliário mantém preferência

fundos mais subscritos, Fundos mais subscritos de dezembro: ações dominam e imobiliário mantém preferência
Créditos: Noslifactory (Unsplash)

Ainda que, em dezembro de 2021, a variante Ómicron, o tema da inflação, e o tapering da Fed começassem a ganhar força e a assustar alguns investidores, o último mês do ano continuou a sorrir para quem teve investido em ativos de risco.

Na verdade, os fundos mais subscritos pelos investidores do Banco Best revelam que os produtos que investem em ações continuaram a ser os mais procurados. Tal como mencionam da área de investimentos da entidade, “num mês quase totalmente dominado pelos fundos que investem em ações, temos apenas um fundo de investimento fora deste tipo de ativos, no Top das subscrições”. E, na verdade, este é já um fundo recorrente entre as escolhas dos investidores no Banco Best. Falamos do Property Core Real Estate Fund que, “para os investidores mais conservadores e que podem suportar o período de imobilização de 12 meses, o fundo tem mostrado ser uma boa opção”, admitem.

Mas relativamente aos temas mais procurados, “continuamos a ver a presença de bastantes temas ligados essencialmente ao ambiente e à tecnologia”, apresentam da área de investimentos.

A tecnologia está presente, em termos gerais, através do BlackRock World Technology e Franklin Technology. Mas os investidores procuraram também o BlackRock Next Generation Technology, que está mais ligado a tecnologias da próxima geração. O tema da inteligência artificial está na ordem do dia e os investidores percebem isso ao exporem-se a este tema através do Allianz Global Artificial Intelligence. Recordamos, aliás, que os gestores destes dois últimos produtos mencionados estiveram à conversa com a FundsPeople, como se pode ler nesta atualização do BGF Next Generation Technology e numa entrevista a Johannes Jacobi, da Allianz GI.

Já relativamente a temas mais ligados ao ambiente, verifica-se “procura pelos fundos Nordea Global Climate and Environment e pelo Pictet Water, este último mais concentrado no tema da gestão e otimização do consumo de água”, explicam da área de investimentos do Banco Best.

De notar, finalmente, do lado desta entidade, o Caixa Ações Líderes Globais da casa nacional Caixa Gestão de Ativos constar entre os 10 mais subscritos.

Poucas soluções conservadoras

Semelhante parece ser o panorama dos mais subscritos no Banco Carregosa. Tiago Gaspar, responsável pela Análise e Seleção de fundos da entidade começa por afirmar que, essencialmente, “as subscrições e resgates concentraram-se em fundos de ações”. Revela, também, que “apenas houve duas exceções: o fundo Pimco Income foi o mais subscrito e resgatado dos fundos de obrigações e o fundo VIP da Silvip continua a figurar o topo das subscrições”. Mas este não é o único produto imobiliário presente no Top 10, uma vez que o Nordea 1 Global Real Estate - que investe de forma indireta neste mercado - também consta no ranking abaixo.

Desta forma, nas duas entidades, os investidores continuam a subscrever fundos com um enfoque no imobiliário a par dos habituais fundos de ações.

Relativamente aos produtos de ações, Tiago Gaspar comenta que “as transações dos fundos de ações diziam respeito ao mesmo tema/geografia levando-me a crer que os investidores estiveram a fazer trading apenas mudando de sociedade gestora”. Neste campo, podemos ver produtos como o Morgan Stanley Investment Funds - Global Opportunity Fund, o Morgan Stanley Investment Funds - US Advantage Fund, ou o BGF Continental European Flexible. Já os temas mais procurados por parte dos investidores foram a saúde, com o BGF World Healthscience, e a tecnologia, com o BGF World Technology e o Fidelity Global Technology.

De sublinhar ainda a aparência de um fundo que não tem sido muito recorrente entre o Top de subscrições: o Morgan Stanley Investment Funds - Asia Opportunity Fund. O gestor deste produto também esteve em entrevista à FundsPeople no primeiro trimestre de 2021 - pode ler clicando aqui.

Fundos mais subscritos de dezembro de 2021

Banco BestSelo FundsPeople 2021Banco CarregosaSelo FundsPeople 2021
BlackRock World TechnologyABCSilvip Fundo VIP
Franklin TechnologyBPimco IncomeBC
Property Core Real Estate FundNordea 1 Global Real Estate
Nordea Global Climate and EnvironmentBMorgan Stanley Investment Funds - Global Opportunity FundAB
BlackRock World HealthscienceBCBGF World HealthscienceBC
MFS European ValueABCMorgan Stanley Investment Funds - US Advantage FundAB
BlackRock Next Generation TechnologyBBGF World TechnologyABC
Pictet WaterBBGF Continental European FlexibleB
Allianz Global Artificial IntelligenceABMorgan Stanley Investment Funds - Asia Opportunity FundABC
Caixa Ações Líderes GlobaisBCFidelity Global TechnologyB
Fonte: Informação fornecida pelas entidades

A realização de mais-valias?

No último mês de 2021, a realização de mais-valias foi uma das razões apontadas pelos dois profissionais das duas entidades de modo a justificar o Top de fundos mais resgatados.

Da área de investimentos do Banco Best referem que, em termos líquidos, não observam os investidores a sair do mercado de ações. Como tal, especulam duas razões para alguns resgates. A primeira é “a realização de mais-valias no final do ano”, sendo que a segunda se refere à “rotação de temas regionais, eventualmente, para temas mais setoriais ou temáticos”, afirmam.

Do mesmo modo, Tiago Gaspar atesta que, ao observar o Top 20 tanto de subscrições como de resgates, “a sobreposição de nomes é elevada”, o que o faz tirar duas conclusões. Por um lado, diz que “os investidores poderão estar a realizar mais-valias”. Por outro lado, indica que os investidores “poderão estar a querer reforçar/iniciar posições”. Conclui ao afirmar que “tem sido um contexto de alguma volatilidade provocada por alguma incerteza relativamente à inflação, posicionamento mais hawkish da Fed, aumentando a rotatividade de títulos por parte dos investidores de retalho”.