Fundos mobiliários detêm 329 milhões de euros em acções nacionais

5075870455_4cf4fd587d
Gogoloopie, Flickr, Creative Commons

Os fundos de investimento mobiliários (FIM) detinham nas carteiras 329 milhões de euros em acções nacionais, um valor que representa um subida de 4,11% face ao montante de Novembro (316 milhões), mas um decréscimo de 8,1% relativamente ao 358 milhões no mesmo mês de 2011.

Do total de Dezembro, 220.137.474 euros estão aplicados nas cotadas em que detêm maior percentagem de capital, e que correspondem a um número de acções de cerca de 154 milhões, de acordo com o relatório mensal divulgado pela APFIPP.

A empresa na qual os fundos mobiliários detêm maior número de acções é no BES, 60.424.399, correspondentes a uma valor de 54 milhões de euros e a uma percentagem no capital do banco de 1,5%.

Já a cotada na qual os FIM têm maior valor investido é o Espírito Santo Financial Group (ESFG), um total de 64.711.104 euros no final de Dezembro, correspondentes a quase 12,3 milhões de acções e a uma percentagem de capital de 6,35%, a terceira mais elevada e em crescimento face aos valores de Novembro.

Os dados mensais da APFIPP mostram ainda que a Novabase continua a ser a cotada portuguesa onde os fundos mobiliários detêm maior posição no capital; no final de 2012 ascendia a 9,07%, o que compara com 8,57% em Novembro. O número de acções detidas situava-se em 2,85 milhões, a que corresponde um valor de 6.547.668 euros, segundo o relatório mensal dos FIM, de Dezembro de 2012, divulgado pela APFIPP.