Quanto pesa o Luxemburgo nas captações das gestoras nacionais a cinco anos

captações fundos, Quanto pesa o Luxemburgo nas captações das gestoras nacionais a cinco anos
Photo by Amadej Tauses on Unsplash

Movimentação. Muita movimentação. Os últimos cinco anos na gestão de ativos nacional foram agitados, com novas entidades, novos produtos, mas, acima de tudo, mais dinheiro a entrar nos produtos nacionais. Como lhe demos a conhecer recentemente, as entidades nacionais viram o montante gerido crescer nos últimos cinco anos de pouco menos de 10 mil milhões de euros para perto dos 20 mil milhões, se considerarmos também os fundos domiciliados no Luxemburgo.

Hoje, olhamos precisamente para o contributo que os fundos domiciliados naquela praça europeia tiveram no montante captado pelas entidades desde 2016. Fazemo-lo com recurso aos dados disponíveis na Morningstar Direct, pelo que apenas estamos a considerar fundos com dados nesse universo e fundos que se encontram em atividade à data de análise.

Dos 7.674 milhões de euros captados pela indústria portuguesa em cinco anos, 123,56 milhões de euros foram atraídos para fundos do Grão Ducado do Luxemburgo, menos de 2% do total.

Uma entidade salta à vista quando se fala no domicílio de fundos no Luxemburgo. A Atrium Investimentos, que apresenta exclusivamente nesta praça os seus fundos domiciliados e que tem vindo a compor a sua gama de fundos, nos últimos cinco anos assistiu a entradas líquidas superiores a 52 milhões de euros, mais de 40% do total.

O Haitong Bank, que recentemente passou a ter a licença de gestão de OIC, é a outra entidade da lista que reserva para o Luxemburgo o domicílio dos seus fundos. Nos cinco anos anteriores, assistiu a entradas líquidas que superaram os 21 milhões de euros.

A BPI Gestão de Ativos (CaixaBank AM), a GNB Gestão de Ativos e, mais recentemente, a Optimize Investment Partners, dividem a sua gama entre cá e lá. Ou seja, domicilia fundos tanto em terreno doméstico, como no Luxemburgo. No caso da primeira, embora o valor captado nos fundos domiciliados em Portugal seja claramente superior, nos últimos cinco anos os fluxos vindos da praça luxemburguesa surpreendem: mais de 64 milhões de euros (52% do total). A GNB GA, por outro lado, tem visto o seu crescimento a concentrar-se exclusivamente no domicílio português.

Os ativos no Luxemburgo da Optimize IP incluem apenas um dos quatro fundos que à data de hoje aí estão domiciliados. Os restantes três foram transferidos recentemente.

Conheça ao pormenor a origem dos fluxos de cada entidade:

EntidadesCaptações líquidas nos últimos 5 anos (euros)
Atrium Investimentos52,236,190
Luxemburgo52,236,190
Bankinter GA312,756,253
Portugal312,756,253
BIZ Capital6,266,806
Portugal6,266,806
BPI Gestão de Ativos548,324,833
Luxemburgo64,863,014
Portugal483,461,819
Caixa Gestão de Ativos2,286,992,392
Portugal2,286,992,392
Casa de Investimentos22,455,148
Portugal22,455,148
IMGA1,935,536,121
Portugal1,935,536,121
Sixty Degrees8,118,168
Portugal8,118,168
GNB Gestão de Ativos450,586,513
Luxemburgo(20,882,596)
Portugal471,469,108
Heed Capital(27,248,255)
Luxemburgo(9,530,146)
Portugal(17,718,109)
Invest Gestão de Ativos134,019,843
Portugal134,019,843
Lynx Asset Managers52,343
Portugal52,343
Montepio Gestão de Ativos(2,069,028)
Portugal(2,069,028)
Nevastar Finance (EuroBic distribuidor)11,013,193
Luxemburgo11,013,193
Optimize Investment Partners75,289,095
Luxemburgo13,885,504
Portugal61,403,591
Santander Asset Management1,837,732,601
Portugal1,837,732,601
Haitong Bank21,970,681
Luxemburgo21,970,681
Total Geral7,674,032,897
Fonte: Morningstar Direct, a 30 de outubro de 2021. Fundos de domicílio português e fundos de domicílio luxemburguês de advisory nacional ou distribuição exclusivamente nacional.