Que fundos mais vezes apareceram no Top dos mais subscritos em 2021?

fundos investidores, Que fundos mais vezes apareceram no Top dos mais subscritos em 2021?
Créditos: Dan Burton (Unsplash)

Dezanove entidades gestoras, 63 fundos e 240 seleções. São estes os números que resumem os Top 10 mensais dos fundos que mais vezes surgiram nos Tops mensais de mais subscritos em 2021, pelos investidores do Banco Best e Banco Carregosa. Após a partilha sistemática destas contribuições ao longo do último ano, revelamos agora quais os produtos que se destacaram pela preferência dos investidores, medida pela frequência com que surgiam nos Top dos produtos mais subscritos.

A encabeçar a lista está um fundo de investimento bem conhecido: o BlackRock GF – World Technology Fund. Este produto da BlackRock, desenhado para facultar aos investidores uma exposição a ações do setor tecnológico, contou com 18 presenças entre os fundos mais subscritos ao longo do ano. A sua popularidade é reforçada pelo facto de o fundo ser detentor de Selo FundsPeople 2021 com tripla classificação ABC e deter ativos sob gestão na ordem dos 9 mil milhões de euros.

Efetivamente, ao recuarmos para o ano de 2020, vemos que este produto também figurou na primeira posição dessa lista com um total de 15 seleções.

De seguida encontramos na lista um produto flexível global de obrigações. Falamos do PIMCO GIS Income, gerido pela PIMCO, que constou com 14 presenças ao longo do último ano. A popularidade deste produto é grande no mercado, reforçada pelo facto de obter Selo FundsPeople 2021 com dupla classificação de Blockbuster e Consistente. As obrigações com rating AAA são as que pesam mais na carteira do fundo e o setor preferido da equipa de gestão é a banca.

O Nordea 1 - Global Climate and Enviroment Fund, um fundo de ações que investe em empresas que têm um propósito ambiental e de sustentabilidade, segura a terceira posição da lista com 13 seleções durante o ano de 2021. Este também conta com Selo FundsPeople 2021, nomeadamente com a classificação de Blockbuster, e detém um património de 10 mil milhões de euros. Inserido no artigo 9 do SFDR, a nível setorial, o produto tem uma tendência para os setores industrial, tecnologia da informação e materiais, sendo que mais de metade da alocação do fundo tem exposição aos EUA.

Os 15 fundos mais frequentes nos Top mensais de 2021

FundoEntidade gestoraSelo FundsPeople 2021Categoria MorningstarSeleções
BlackRock Global Funds - World Technology FundBlackRockABCSector Equity Technology18
PIMCO GIS IncomePIMCOBCGlobal Flexible Bond - USD Hedged14
Nordea 1 - Global Climate and Environment FundNordeaBSector Equity Ecology13
Property Core Real Estate FundSquare AMFund Property - Direct Europe12
BlackRock Global Funds - Continental European Flexible FundBlackRockBEurope ex-UK Equity12
Morgan Stanley Investment Funds - US Advantage FundMorgan StanleyABUS Large-Cap Growth Equity11
BlackRock Global Funds - Next Generation Technology FundBlackRockBSector Equity Technology10
Allianz Global Artificial IntelligenceAllianz Global InvestorsABSector Equity Technology9
Acatis Gané Value EventAcatisABCEUR Moderate Allocation - Global9
MFS Meridian Funds - European ValueMFSABCEurope Large-Cap Blend Equity9
Franklin Technology FundFranklin TempletonBSector Equity Technology7
MFS Meridian Funds - Prudent Wealth FundMFSABCUSD Aggressive Allocation7
Morgan Stanley Investment Funds - US Growth FundMorgan StanleyABUS Large-Cap Growth Equity7
Fundo VIPSilvip7
BlackRock Global Funds - World Healthscience FundBlackRockBCSector Equity Healthcare6
Fonte: FundsPeople, Banco Best e Banco Carregosa.

Ao analisar as entradas face ao Top de 2020 reparamos numa tendência comum: a presença regular de fundos de investimento temáticos e uma presença mais significativa de fundos de ações em detrimento de fundos de obrigações.

A título de exemplo, temos o BlackRock GF - World Healthscience da BlackRock, focado no investimento em ações de empresas da área da saúde; o BlackRock GF – Next Generation Technology, que aloca o investimento a empresas cuja atividade esteja concentrada em tecnologias da próxima geração; e o Allianz Global Artificial Intelligence, que se foca numa das maiores tendências desta geração.

Além destes, há que destacar a presença de dois fundos imobiliários nacionais: o Property Core Real Estate Fund, gerido pela Square Asset Management, com 12 presenças em 2021, e o Fundo VIP, gerido pela Silvip, com 7 seleções.