Vontobel Clean Technology: tecnologia limpa para uma transição sustentável

Vontobel Clean Technology, Vontobel Clean Technology: tecnologia limpa para uma transição sustentável
Cedida

A pandemia acelerou duas tendências de crescimento estrutural: digitalização e automação. E, na opinião de Pascal Dudle, responsável de Listed Impact da Vontobel AM, as indústrias de recursos eficientes e as infraestruturas de energia limpa estão bem posicionadas para aproveitar esse vento favorável. São duas áreas que, além disso, se alimentam do forte compromisso com a meta de emissões zero, o que exigirá pesados ​​investimentos nas próximas décadas.

“Muitas tecnologias que permitem a transição para uma sociedade mais sustentável são adequadas para adaptação em massa e já são economicamente viáveis”, diz Dudle. E é para essa nova era de tecnologia limpa que se olha no Vontobel Clean Technology. Mas este fundo com o selo FundsPeople 2021 para sua classificação Blockbuster também procura gerar impacto com os seus investimentos.

As empresas que entram no portfólio cumprem três objetivos: melhorar as nossas vidas, minimizar a nossa pegada de carbono e ter um bom desempenho financeiro. É uma forte mistura de empresas novas e estabelecidas que oferecem produtos inovadores.

O fundo tem uma tendência estrutural para os setores industrial e de tecnologia da informação. São dois nichos onde encontram oportunidades de investimento em todos os pilares de impacto. Além disso, devido à exposição a concessionárias de água e eletricidade sob os seus pilares de Energia Limpa e Infraestruturas de Água, o fundo tem uma alocação significativa a este setor. Estes três setores representam cerca de 70% do portfólio.

PROCESSO DE INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA LIMPA DA VONTOBEL

O universo de investimento está estruturado em torno de seis subsetores relacionados com o ambiente em que emergem novas tecnologias: qualidade da água, transportes de baixas emissões, infraestruturas de energias limpas, tecnologias inteligentes em edifícios, gestão do ciclo de vida de edifícios, produtos e soluções de eficiência energética na indústria.

Para a equipa, é uma abordagem que permite uma boa diversificação visto que têm ciclos diferentes e complementares. Por exemplo, algumas áreas de negócios, como energia solar, tendem a ser mais voláteis, enquanto outras, como tratamento de água, são mais estáveis ​​e defensivas.

Por ser um fundo de impacto, vários dados de desempenho são fornecidos na forma de medição. Tudo começou com o CO2 como uma métrica chave para medir o impacto do fundo no clima. Na sua opinião, medir a pegada de carbono permite um melhor entendimento do risco e da exposição financeira. “Medir as emissões de toda a cadeia de valor permite avaliar uma possível contribuição para o alcance das metas climáticas”, defende Dudle. Para tal  em colaboração com o ISS ESG, o impacto das empresas do portfólio é quantificado através da estimativa das Emissões Potencialmente Evitadas (PAE) de produtos ou serviços energeticamente eficientes que permitem reduzir as emissões.

ÚLTIMOS MOVIMENTOS DA VONTOBEL CLEAN TECHNOLOGY

O universo do fundo passa por um período de volatilidade devido a um cocktail de fatores. Por um lado, o aumento dos custos de materiais e logística está a afetar muitos dos investimentos do fundo. "É difícil avaliar por quanto tempo os problemas de fornecimento de componentes-chave e as interrupções logísticas prejudicarão a fabricação e o comércio", disse Dudle. Os processos atuais, com mais suporte de software e com rotas flexíveis de aquisição e transporte, devem permitir uma adaptação mais rápida a esses desafios.

setor de aviação também oferece uma capacidade de carga adicional dada a atividade limitada de viagens hoje em dia. Por outro lado, a preocupação com a subida das taxas de juros aumenta e diminui em linha com os discursos dos bancos centrais. No entanto, o gestor acredita que essa volatilidade será temporária. Vê que os motores de longo prazo para o universo da tecnologia limpa permanecem.

Em geral, as empresas de tecnologia limpa experimentaram muitos ventos favoráveis ​​no ano passado, o que resultou em retornos atraentes. No entanto, se dividirmos o desempenho em componentes de alocação e seleção, a maioria dos resultados positivos deveu-se à forte seleção de títulos. “Este é claramente um sucesso da longa experiência da equipa e um processo de investimento bem estabelecido que existe há mais de uma década”, diz o gestor.

Em retrospectiva e para citar um erro, Dudle reconhece que a exposição do fundo a empresas relacionadas com viagens em massa não foi reduzida a tempo. “As restrições de viagens estão em vigor há muito mais tempo do que esperávamos inicialmente”, explica. No entanto, essas empresas começaram a recuperar à medida que surgiam reaberturas e o gestor espera que continuem a recuperar economicamente.