Fundos de investimento e dívida privada crescem nas carteiras dos fundos de pensões

Fundos de pensões, Fundos de investimento e dívida privada crescem nas carteiras dos fundos de pensões
Photo by Ben White on Unsplash

Dados divulgados pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) dizem-nos que no primeiro semestre de 2021 ocorreu a extinção de três fundos de pensões fechados e a constituição de um fundo fechado, três fundos abertos de adesão coletiva e individual e dois fundos de pensões PPR.

Os ativos geridos pelos fundos abertos consolidaram a tendência de crescimento trimestral que se tem vindo a verificar no último ano e fecharam junho com um total de 3,34 mil milhões de euros. O total do mercado ascende a 23,57 mil milhões de euros.

Fundos de pensões, Fundos de investimento e dívida privada crescem nas carteiras dos fundos de pensões

Retorno e alocação

A ASF indica que a rentabilidade média ponderada dos fundos de pensões foi de 1,19% no primeiro semestre. Divulga também a composição agregada das carteiras, onde fica evidente um novo crescimento do peso dos fundos de investimento. Apenas a rubrica de dívida privada mostrou também um aumento de peso no trimestre. 

Fundos de pensões, Fundos de investimento e dívida privada crescem nas carteiras dos fundos de pensões