Os fundos de ações com retorno positivo em fevereiro

, Os fundos de ações com retorno positivo em fevereiro
financeblue, Flickr, Creative Commons

Fevereiro foi ligeiramente melhor para os fundos de investimento nacionais, comparativamente com o “desagradável” mês de janeiro, em que apenas 5 fundos conseguiram superar 1% de retorno. No mês de fevereiro, por seu turno, o número de produtos a superar esta barreira de rendibilidade alargou-se para os 14 produtos.

Entre os mais de 40 produtos que conseguiram um retorno positivo no período – segundo os dados divulgados pela Morningstar Direct, 16 são considerados pela empresa de análise como fundos de ações. Hoje mostramos-lhe precisamente os fundos que investem na componente acionista, e que conseguiram rumar às rendibilidades positivas em fevereiro.

O “vencedor” do mês é precisamente um desses casos. O BPI Metais Preciosos FEIF, gerido pela BPI Gestão de Activos, foi mais além na sua performance e destoou dos restantes ‘peers’ com uma rendibilidade acima dos 20% em fevereiro. Este trata-se de um fundo fechado, cujo objectivo de investimento é “proporcionar aos seus participantes o acesso a um cabaz diversificado de metais preciosos (Ouro, Prata, Platina e Paládio), através da exposição a fundos de terceiros, ETF (""exchange traded funds""), derivados cotados, obrigações estruturadas cujo rendimento se encontre indexado aos metais preciosos ou aos valores a seguir referidos e ações, bem como obrigações com direito de subscrição de ações, obrigações convertíveis em ações, warrants”. O produto apresenta em carteira um volume sob gestão que ronda os 3 milhões de euros.

Do Brasil à América

O Brasil, como já lhe demos conta, foi um tema de investimento determinante quando se olha para os mais rentáveis de fevereiro. No âmbito dos fundos de ações, há precisamente um fundo focado no Brasil, que desperta atenção nesta lista dos mais rentáveis. O BPI Brasil, da BPI Gestão de Activos, consegue um retorno de 4,65% no mês e, à partida, terá ganho com o momento mais favorável que o Brasil viveu no seu mercado de ações no mês passado.

Em seguida apresentam-se dois fundos da Caixagest. O primeiro investe nos EUA – trata-se do Caixagest Acções EUA que no período consegue 3,13%, e do Caixagest Ações Líderes Globais, que arrecada em fevereiro 2,93%. Este último continua a ser o fundo de ações nacional líder em captações, tendo arrecadado em janeiro um montante de 3,2 milhões de euros de entradas líquidas. Nestes lugares cimeiros há ainda lugar para mais um fundo que investe na economia norte-americana: o Santander Acções América, com 2,73% de ganhos no mês.

Confira a lista completa de fundos de ações com retorno positivo em  fevereiro: 

Name Gestora Categoria Rendibilidade em fevereiro (%)
BPI Metais Preciosos FEIF BPI Gestão de Activos  Equity 20,27
BPI Brasil Valor FIMAA BPI Gestão de Activos  Equity 4,65
Caixagest Acções EUA FIMAA Caixagest Equity 3,13
Caixagest Ações Líderes Globais FIMAA Caixagest Equity 2,93
Santander Acções América FIMA Santander Asset Management  Equity 2,73
BPI Reestruturações FIAA BPI Gestão de Activos  Equity 2,66
NB África FIMAA GNB Gestão de Ativos  Equity 1,10
IMGA Acções América FIAA IM Gestão de Ativos Equity 0,90
Montepio Multi Gestão Merc. Emg. FEIA Montepio Gestão de Activos Equity 0,86
IMGA Global Equities Selection FIA IM Gestão de Ativos Equity 0,80
NB Mercados Emergentes FIMAA GNB Gestão de Activos  Equity 0,65
BPI América E FIAA BPI Gestão de Activos  Equity 0,58
BPI Africa FIAA BPI Gestão de Activos  Equity 0,50
Caixagest Acções Emergentes FIMAA Caixagest Equity 0,32
NB Ações América FIMAA GNB Gestão de Activos  Equity 0,27
BPI América D FIAA BPI Gestão de Activos  Equity 0,02