Casas gestoras nacionais líderes de mercado em fundos de ações

fundos de ações, Casas gestoras nacionais líderes de mercado em fundos de ações
Créditos: Alessia Cocconi (Unsplash)

Depois da análise às quotas de mercado das entidades nacionais de uma perspetiva global e no segmento de fixed income, chegou a hora de olharmos para a sua ordenação no segmento acionista. E, que excelente ano foi 2021 para este segmento. O património total gerido pelas 12 entidades nacionais que gerem fundos de ações domiciliados em Portugal e no Luxemburgo cresceu 78% de 2020 para 2021. Importa recordar que apesar de os fundos estarem inseridos em cada categoria definida pela Morningstar, a FundsPeople teve em atenção que muitos desses produtos de ações estão classificados como sendo fundos multiativos na plataforma. Assim, nesta análise, foram incluídos esses produtos1.

Efetivamente, a liderança neste segmento de ativos é ocupada pela maior casa gestora em Portugal: a Caixa Gestão de Ativos. Com mais de 2.330 milhões de euros em fundos de ações, esta casa é a que regista maior quota de mercado neste segmento. Com referência ao final de 2021, detém uma quota de mercado superior a 60%, mais concretamente 63,2%. É principalmente um fundo que contribuiu para esta liderança: o Caixa Ações Líderes Globais, detentor de Rating FundsPeople 2022, e cujo volume de ativos sob gestão em dezembro de 2021 era de 2.161 milhões de euros.

A entidade que se segue no ranking é a IM Gestão de Ativos, cujo montante em fundos de ações ascende a 434 milhões de euros. Esta apresenta, assim, uma quota de mercado de 11,80%, sendo que, o IMGA Ações Portugal, que conta com um património sob gestão de 226 milhões de euros, detentor de Rating FundsPeople 2022, e o IMGA European Equities, com 85 milhões de euros em ativos sob gestão, são os fundos que maior preponderância apresentam. Efetivamente, do mercado nacional, foi precisamente a entidade liderada por Emanuel Silva que ganhou uma maior relevância em fundos de ações domiciliados em Portugal no último ano - ganhando 7,1 pontos percentuais na sua quota de mercado.

O terceiro lugar pertence à Santander Asset Mangement. A gestora apresenta um volume de 291 milhões de euros alocados a fundos de ações, detendo, assim, uma quota de mercado de 7,9%. Os fundos Santander Acções América (que conta com um património sob gestão de 94 milhões de euros) e Santander Acções Europa (com 191 milhões de euros em ativos sob gestão), detentores de Rating FundsPeople 2022, são os dois e únicos fundos de ações de gestão nacional da casa gestora. De relembrar que, em 2021, o Santander Acções Portugal e o Popular Acções foram incorporados no Santander Acções Europa.

Quotas de mercado por entidades gestoras - fundos de ações domiciliados em Portugal

Entidade gestoraAtivos sob gestão em 2020Ativos sob gestão em 2021Quota de mercado 2020Quota de mercado 2021Variação anual da QM (p.p.)
Caixa Gestão de Ativos1 284 566 7092 330 908 82266.08%63.22%-2.86
IM Gestão de Ativos91 425 749434 944 0874.70%11.80%7.1
Santander Asset Management238 778 225291 200 73612.28%7.90%-4.38
GNB Gestão de Ativos126 336 893261 700 6446.50%7.10%0.6
BPI Gestão de Ativos136 807 582204 581 5707.04%5.55%-1.49
Montepio Gestão de Activos56 059 42387 995 9002.88%2.39%-0.49
Bankinter GA39 207 8560.00%1.06%1.06
Casa de Investimentos5 702 30729 202 8400.29%0.79%0.50
Optimize Investment Partners4 643 0010.00%0.13%0.13
Invest Gestão de Activos4 337 1781 944 6950.22%0.05%-0.17
Sixty Degrees455 1620.00%0.01%0.01
Total1 944 014 0653 686 785 313
Fonte: Morningstar Direct, dados com referência a dezembro de 2021. Em Euros.

As entidades nas quais as estratégias de ações domiciliados no Luxemburgo têm maior preponderância são na BPI Gestão de Ativos, GNB Gestão de Ativos, Atrium Investimentos e Optimize Investment Partners. No caso da primeira entidade, o volume total em fundos de ações é agora superior a 444 milhões de euros, registando 10,75% de quota. No caso da segunda entidade, a sua quota é agora de 7,35% - resultante de um volume total em fundos de ações de 303 milhões de euros. Por sua vez, a Atrium Investimentos verifica mais de 131 milhões de euros geridos em fundos de ações, o que faz com que tenha uma quota de mercado de 3,19%. Já a Optimize IP apresenta um total de 38 milhões de euros em fundos de ações, o que faz com que apresente uma preponderância de 0,92%.

No entanto, destas acima referidas, a única que, face a 2020, ganhou preponderância no mercado foi a entidade liderada por Pedro Lino, devido à transferência das estratégias geridas pela Optimize IP para o Luxemburgo.

Quota de mercado por entidades gestoras - incluindo fundos de ações domiciliados no Luxemburgo

Entidade gestoraAtivos sob gestão em 2020Ativos sob gestão em 2021Quota de mercado 2020Quota de mercado 2021Variação anual da QM (p.p.)
Caixa Gestão de Ativos1 284 566 7092 330 908 82255.30%56.39%1.09
BPI Gestão de Ativos (Caixabank)311 373 223444 241 90913.40%10.75%-2.65
IM Gestão de Ativos91 425 749434 944 0873.94%10.52%6.58
GNB Gestão de Ativos (GNB International Management)198 977 097303 656 3278.57%7.35%-1.22
Santander Asset Management238 778 225291 200 73610.28%7.04%-3.24
Atrium Investimentos (FundPartner Solutions)131 594 252131 870 8255.67%3.19%-2.48
Montepio Gestão de Activos56 059 42387 995 9002.41%2.13%-0.28
Bankinter GA39 207 8560.95%0.95
Optimize Investment Partners (Andbank)38 235 6270.92%0.92
Casa de Investimentos5 702 30729 202 8400.25%0.71%0.46
Invest Gestão de Activos4 337 1781 944 6950.19%0.05%-0.14
Sixty Degrees455 1620.01%0.01
Total2 322 814 1624 133 864 788
Fonte: Morningstar Direct, dados com referência a dezembro de 2021. Em Euros.

Os fundos que estão classificados pela Morningstar como multiativos mas que foram incluídos nesta análise são: Atrium Portfolio Sicav - Sextant; Bankinter Mega TT PPR/OICVM; BPI Ásia Pacífico; BPI Brasil; BPI GIF Maverick Global Fund; Casa Global Value PPR/OICVM Founders; OPTIMIZE SICAV Europe Value; OPTIMIZE SICAV Global Flexible; Optimize Disruption Fund; Optimize LFO Rise US Equities; Optimize Portugal Golden Opportunities Fund.